1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Copa 2014

Fifa cria cartilha polêmica para estrangeiros e acaba criticando o Brasil

O Estado de S. Paulo

21 Março 2014 | 19h 38

Entidade afirma que os habitantes do País não têm pontualidade e educação no trânsito

Atualizada em 24/03 às 15h41

SÃO PAULO - Se depender da Fifa, o turista que vier ao Brasil para acompanhar a Copa do Mundo vai desembarcar no País com uma imagem ruim dos brasileiros. Em sua revista semanal, agora eletrônica, a entidade máxima do futebol dá dicas polêmicas sobre como se comportar no País durante os 32 dias da competição, que começa dia 12 de junho. Entre críticas e elogios, a Fifa afirma que os brasileiros não têm pontualidade e educação no trânsito. A entidade retirou a publicação do ar neste sábado.

Intitulada de "Brasil para principiantes", o texto trata de uma maneira crítica e bem-humorada os costumes nacionais. As dicas são ilustradas por uma imagem da Praia de Ipanema, com a Pedra da Gávea ao fundo, no Rio. Nas areias, duas mulheres de biquíni assistem a um jogo de futebol entre seis homens acompanhados do mascote oficial da Copa.

Segundo a Fifa, 600 mil torcedores visitarão o Brasil para companhar as partidas da competição nas 12 cidades-sede. "Se você é uma delas, aqui há 10 conselhos importantes para evitar mal-entendidos culturais." As principais dicas giram em torno dos costumes do dia a dia do brasileiro.

Entre elas está a falta de pontualidade para os compromissos e a flexibilidade dos horários no País. Dessa forma, a Fifa também faz críticas aos atrasos nas obras dos estádios do Mundial. "No Brasil é muito comum fazer as coisas no último minuto. A recomendação aos turistas é que tenham muita paciência. No final, tudo estará pronto a tempo. Isso pode ser aplicado aos estádios", diz o texto.

Os costumes dos brasileiros no trânsito, nas filas e nas casas noturnas também fazem parte da cartilha de Joseph Blatter. Dos dez tópicos, apenas um é positivo, quando a Fifa sugere aos turistas experimentar o açaí.

OS 10 ITENS DA CARTILHA

1. Sim nem sempre significa sim

Os brasileiros são otimistas e nunca começam uma frase com a palavra "não". Para eles, "sim" significa na realidade 'talvez". Quando disserem "Sim, eu te ligo", é melhor que não espere que o telefone toque nos próximos cinco minutos.

2. Horário flexível

A pontualidade é um conceito muito flexível no Brasil. Quando marcar com alguém, ninguém espera que estará no lugar combinado na hora exata. O normal é contar com uns 15 minutos de atraso.

3. Contato físico

Os brasileiros e as brasileiras não estão familiarizados com o costume da Europa de manter distância como norma de cortesia e conduta. Eles falam com as mãos e não evitam de tocar o interlocutor. Isso pode facilmente se transformar em um beijo se a conversa estiver ocorrendo em uma discoteca, por exemplo.

4. Fazer fila

A paciência na hora de esperar não é uma das principais virtudes dos brasileiros. Por exemplo, não existe uma "fila mecânica" como na Inglaterra. Os brasileiros preferem ser inteligentes, sempre se arranjando para chegar na frente.

5. Moderação

Quem se animar a ir a uma churrascaria, deverá praticar jejum de 12 horas e maneirar na hora de comer, já que as melhores carnes chegam na parte final.

6. A lei do mais forte

A regra que dá direito à preferência dos carros no trânsito é simples: o veículo maior passa na frente.

7. Proibido fazer topless

A imagem das mulheres com pouca roupa, tão típica no carnaval, pode ser enganosa e é diferente da realidade. É certo que os biquínis brasileiros têm menos pano que os europeus, mas as brasileiras nunca os tiram na praia, onde fazer topless é proibido e pode resultar em prisão.

8. A língua espanhola não vale

Os turistas que tentarem se comunicar em espanhol terão a sensação de estar falando com as paredes. A língua nacional do país é o "brasileiro", uma variável do português. Quem falar que Buenos Aires é a capital do Brasil, pode estar seguro de que será deportado imediatamente.

9. Experimentar o 'açaí'

As bacias da Amazônia fazem maravilhas: previnem as rugas e têm o mesmo efeito de uma bebida energética. Algumas mordidas podem recuperar o jogador de futebol mais cansado.

10. Paciência

No Brasil é muito comum fazer as coisas no último minuto. A recomendação aos turistas é que tenham muita paciência. No final, tudo estará pronto a tempo. Isso pode ser aplicado aos estádios. A filosofia dos brasileiros na vida pode ser resumida com a seguinte frase: "relaxa e aproveita."

Copa 2014