1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Copa 2014

Fifa pode pagar por estruturas temporárias de estádios da Copa

O Estado de S. Paulo

04 Abril 2014 | 10h 20

Espécie de 'adiantamento' para cumprimento dos prazos já foi feito com o Beira-Rio

SÃO PAULO - Arcar com os gastos das estruturas temporárias não é uma hipótese completamente descartada pela Fifa e Comitê Organizador Local (COL) da Copa. Em  trechos do documento revelado pelo jornal Zero Hora, de Porto Alegre, para garantir os prazos do Beira-Rio, existe a possibilidade de ser feito um 'adiantamento' para a equipe dona do estádio, que depois teria de ressarcir as duas entidades organizadoras.

Esta pode ser a solução para resolver o problema do palco de abertura da Copa do Mundo, a Arena Corinthians. Andrés Sanchez, responsável do Corinthians pela construção do estádio em Itaquera, já disse que o clube vai pagar a conta das estruturas temporárias, que podem chegar a R$ 60 milhões. "A responsabilidade é do Corinthians. A Odebrecht, o Corinthians, a Prefeitura de São Paulo e o Governo do Estado estão procurando parceiros para o pagamento das estruturas."

O grande problema para Fifa é que o prazo de 15 de maio para entrega do estádio em Itaquera está se esgotando e nada foi solucionado ainda. Dentre os itens solicitados pela entidade para a sede de seis jogos do Mundial estão: Equipamentos de segurança (aparelhos de raio X, detectores de metal, câmeras), mídia (instalação de tendas equipadas com mesas, cadeiras, computadores e televisores, entre outros), de tecnologia da informação (recursos para produção, armazenamento, acesso e transmissão de informações) e de todo o aparato necessário para a transmissão de TV.

Outro pedido que pode encarecer a arena Corinthians é a área Vip. O espaço vai receber autoridades estrangeiras na partida inaugural, marcada para 12 de junho, e deve ter comodidades diferenciadas, como sofás, cujo aluguel pode chegar a R$ 4 mil cada um. Em passagem pelo Brasil na última semana, Jérôme Valcke, secretário-geral da Fifa, cutucou a equipe paulista ao dizer que confia nas soluções que podem ser encontradas pela Odebrecht. "Estou bem confiante, temos uma empresa muito forte trabalhando lá, a Odebrecht, e temos muita confiança que a empresa vai achar uma solução".

Não está descartada que a empreiteira responsável pela construção do estádio arque com os valores da estruturas temporárias e depois seja pago pelo Corinthians. A Fifa anda não confirma essa possibilidade.

Copa 2014