1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Copa 2014

Fifa vai avaliar pedido de cancelamento de cartão de Thiago Silva

Jamil Chade, Ronald Lincoln Jr., Robson Morelli - O Estado de S. Paulo

06 Julho 2014 | 11h 04

Apesar de aceitar pedido, entidade não vê com bons olhos o desejo da CBF, que achou errada a advertência ao zagueiro brasileiro

A Fifa confirma que a CBF entrou com um pedido formal junto à entidade para reverter o cartão amarelo dado a Thiago Silva na partida contra a Colômbia. A punição, considerada injusta pela comissão técnica do Brasil, tirou o capitão da semifinal contra a Alemanha, nesta terça-feira, em Belo Horizonte. Pelas regras da Copa do Mundo, todos os cartões são anulados depois dos jogos das quartas de final desde que o atleta pendurado não receba nova advertência, como ocorreu com o zagueiro brasileiro.

"Recebemos o pedido e vamos avaliar a partir de agora", declarou Delia Fischer, porta-voz da Fifa. Segundo ela, o Comitê de Disciplina examina a situação, mesmo que com ceticismo, já que o artigo 37 do Código de Disciplina da Fifa impede que uma seleção faça um recurso contra cartões amarelos. Não existe prazo para uma resposta.

Nilton Fukuda/Estadão
Árbitro espanhol Carlos Velasco mostra cartão amarelo para Thiago Silva

A CBF pediu à comissão de arbitragem da Fifa para que pelo menos seus delegados analisem com carinho as imagens da jogada em que Thiago Silva foi punido. Ocorreu no segundo tempo, quando o Brasil atacava a Colômbia em jogada de bola parada, que acabou nas mãos do goleiro Ospina. O colombiano não viu que o capitão brasileiro estava atrás dele na hora de repor a bola em jogo. Ao fazer o movimento do chute, deixou a bola no ar. Foi nesse instante que Thiago tomou-lhe a frente. Ospina ainda chutou o defensor brasileiro na continuação do movimento. A bola sobrou limpa para o zagueiro chutá-la para o gol.

Na visão do árbitro espanhol Carlos Velasco Carballo, o zagueiro cometeu infração e como impediu o que seria um "lançamento" do time adversário, recebeu o cartão amarelo. A cartilha de arbitragem da Fifa permite a contestação das seleções que se sintam prejudicadas por uma advertência de jogo, mas não há qualquer caso em Copas, de acordo com informações da CBF, em que a punição tenha sido modificada.

Na Uefa, o cancelamento de cartões amarelos já foi rejeitado pela entidade em outras ocasiões. Neste ano, o Real Madrid pediu o cancelamento do cartão de Xabi Alonso para a final na Liga dos Campeões. Mas a entidade rejeitou o pedido. Na Fifa, assessores legais também não são otimistas com a possibilidade de reverter o cartão de Thiago Silva. 

A Fifa também avalia o pedido para uma punição contra Camilo Zuñiga, o colombiano que acertou uma joelhada em Neymar. 

Copa 2014