1. Usuário
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail

Final da Copa São Paulo já contabiliza 22 mil ingressos vendidos

- Atualizado: 23 Janeiro 2016 | 22h 53

O sucesso de público da final da 47.ª edição da Copa São Paulo de Futebol Júnior já está garantido. Corinthians e Flamengo vão se enfrentar na segunda-feira, às 10 horas, no Pacaembu, provavelmente com mais de 30 mil torcedores nas arquibancadas. A venda antecipada pela internet, feita para os sócios do programa Fiel Torcedor, já superou a marca de 22 mil ingressos comercializados.

A Federação Paulista de Futebol (FPP), porém, não confirmou a carga máxima de ingressos. Por recomendação do Batalhão de Choque da Polícia Militar, serão disponibilizados nove mil bilhetes para a torcida do Flamengo, que ficará no setor de visitantes e com proteção especial.

Os valores variam entre R$ 30 e R$ 50, dependendo do setor da arquibancada. Os sócios torcedores corintianos, porém, têm até a meia noite de sábado para adquirir os bilhetes com 50% de desconto. As entradas reservadas que não forem confirmadas serão liberadas após 12 horas, ou seja, já no domingo. Os ingressos que sobrarem vão ser vendidos nas bilheterias do estádio a partir das 7 horas de segunda-feira, portanto, três horas antes do início do jogo.

AS SEMIFINAIS - Na semifinal, sexta-feira, quando o Corinthians venceu o Cruzeiro, por 2 a 1, de virada, o público superou 27 mil pagantes, no Itaquerão. Atual campeão da Copinha, o time paulista é também o maior vencedor da história da competição, com nove títulos. Por isso vai buscar o inédito decacampeonato.

O Flamengo foi campeão duas vezes, em 1990 e 2011, e tenta ser tricampeão. Na semifinal, o time carioca venceu o América Mineiro, por 2 a 1, também de virada, na Arena Barueri. Os dois times estão invictos. Quem vencer será o campeão. Em caso de empate no tempo normal, a decisão irá para a cobrança de penalidades máximas.

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.

Mais em EsportesX