Fla busca 3ª vitória consecutiva

O Flamengo tenta provar que superou a má fase em 2002, contra o Olimpia, do Paraguai, pela Taça Libertadores da América, nesta quarta-feira, às 20h30, no Maracanã. Apesar de ter vencido suas duas últimas partidas, a equipe carioca ainda não demonstrou o bom desempenho que lhe deu três títulos em 2001. Para o confronto contra o Olimpia, o técnico rubro-negro João Carlos não poderá escalar quatro jogadores. Athirson e Leonardo estão contundidos, Beto não foi inscrito na competição e Juan está na seleção brasileira. Com tantos desfalques, o treinador deve voltar a utilizar a formação tática 4-4-2, abandonando o 3-5-2. O atacante Leandro Machado fez um apelo para que a torcida do Flamengo compareça ao Maracanã para apoiá-los. "Precisamos deles (torcedores). Espero que estejam em massa no estádio", disse o atleta. Enquanto o Flamengo tenta sair de uma crise, já que somente há uma semana conquistou sua primeira vitória em 2002, o Olimpia vive uma situação inversa. A equipe paraguaia venceu os cinco jogos oficiais que disputou nesta temporada. Um novo insucesso na Libertadores deve decretar a saída do Flamengo da disputa por uma das vagas à próxima fase da competição. Em três jogos, a equipe rubro-negra perdeu dois e venceu um. Apesar de ser arquiinimigo do Vasco, o Flamengo mais uma vez copiou um dos atos do polêmico presidente vascaíno Eurico Miranda. Por determinação da diretoria rubro-negra, a partir desta terça-feira, somente três jogadores, além do técnico, darão entrevista diariamente após o treino.

Agencia Estado,

05 Março 2002 | 19h29

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.