Flamengo marca no fim do jogo e vence na volta ao Maracanã

Com um jogador a mais desde os 33 minutos do segundo tempo, time rubro-negro sofre para vencer o Náutico

11 Agosto 2007 | 20h17

Com um homem a mais em campo e com um gol salvador aos 42 minutos do segundo tempo, o Flamengo sofreu para vencer o Náutico, por 2 a 1, neste sábado, no Maracanã. Com o resultado, após sua 15.ª partida pelo Campeonato Brasileiro, o time rubro-negro chega a 15 pontos na tabela de classificação, mas o triunfo não será suficiente para retirá-lo da penúltima colocação. O Flamengo até impressionou os torcedores no começo do jogo, mas, logo aos 11 minutos, todos caíram na real: gol do Náutico. O atacante Felipe girou dentro da área e chutou de esquerda - a bola antes de entrar, ainda desviou no meia Cristian. Apesar da situação caótica, o Flamengo não se abateu com o gol e permaneceu com o toque de bola. A partida cresceu em movimentação e os dois times desperdiçaram as oportunidades de ampliar o marcador. Felipe e Marcelo Silva foram os destaques do Náutico. Pelo Flamengo, o estreante do dia, o zagueiro Fábio Luciano, roubou a cena e aos 25 minutos empatou o jogo, com um gol de cabeça, após uma cobrança de falta do lateral Juan. No segundo tempo, Fábio Luciano sentiu dores musculares e cedeu a vaga para Rodrigo Arroz. O Flamengo ainda melhorou o desempenho após a entrada do meia argentino Maxi - primo do atacante Messi, do Barcelona - que também estreou no time. O Náutico abdicou do ataque e optou por suportar a pressão rubro-negra. Mesmo assim, o Flamengo pecou nas finalizações. Aos 33 minutos, o time carioca ficou com um jogador a mais em campo, após a expulsão do lateral pernambucano Deleu. O time carioca aproveitou a vantagem e, aos 42 minutos, fez o gol da vitória. O lateral-direito Leonardo Moura entrou sem marcação na área e chutou cruzado, sem defesa para o goleiro Eduardo. FLAMENGO 2 X 1 NÁUTICO Flamengo - Bruno; Leonardo Moura, Fábio Luciano (Rodrigo Arroz), Ronaldo Angelim e Juan    ; Rômulo, Cristian     (Léo Lima), Roger    , Ibson e Renato Augusto (Maxi); Leonardo. Técnico: Joel Santana. Náutico - Eduardo; Deleu         ,Vagner, Toninho e Hamilton; Daniel Paulista, Elicarlos    , Radamés     (Geraldo) e Acosta (Rafael Mineiro); Felipe e Marcelo Silva (Everaldo). Técnico: Roberto Fernandes. Gols - Felipe, aos 11, e Fábio Luciano, aos 25 minutos do primeiro tempo; Leonardo Moura, aos 42 minutos do segundo. Árbitro - Paulo César Oliveira (FIFA-SP). Renda - R$ 277.371,00. Público - 34.457 pagantes. Local - Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.