1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Flamengo supera Criciúma e vence 4ª seguida no Brasileiro

RAFAEL THOMÉ - Estadão Conteúdo

24 Agosto 2014 | 18h 12

Mesmo jogando no Heriberto Hülse, equipe carioca não se intimidou e venceu por 2 a 0 com gols de Lucas Mugni e Eduardo da Silva

Quarta vitória consecutiva e uma nova perspectiva para o Flamengo. Neste domingo, o clube carioca foi a Criciúma, venceu o time da casa por 2 a 0, no estádio Heriberto Hülse, em partida válida pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro, e se distanciou da zona de rebaixamento. Melhor em boa parte do jogo, o Flamengo se impôs mesmo em campo adversário e contou com os gols de Lucas Mugni e Eduardo da Silva para subir na tabela de classificação.

Agora, a equipe ocupa a 11ª colocação, com 22 pontos, enquanto o Criciúma segue entre os quatro clubes que disputariam a Série B na próxima temporada, na 17ª posição, com 17 pontos. Na próxima rodada, o Flamengo visita o Vitória, em Salvador, domingo, às 18h30, mas antes pegam o Coritiba, na quarta, pelas oitavas de final da Copa do Brasil. Já os catarinenses voltam a campo só no domingo e vão à Recife, onde enfrentam o Sport, às 16h.

Embalado pela torcida que lotou o espaço para os visitantes, o Flamengo assustou o goleiro Luiz logo aos três minutos. Após cobrança de escanteio, Marcelo desviou, mas a bola saiu por cima do gol. Pouco depois, Arthur teve a chance de abrir o marcador, mas bateu torto, longe da meta. As jogadas pelo lado esquerdo de ataque funcionavam e, novamente em um escanteio, Marcelo acertou a trave em boa cabeçada.

Divulgação
Eduardo da Silva marcou o segundo gol do Flamengo

Atuar no Heriberto Hülse não influenciou o jogo do Flamengo, que passou a dominar as ações em campo. Aos 19, após boa trama do ataque, a bola chegou para Léo Moura, dentro da área, mas o chute foi bloqueado. Minutos depois da parada técnica por conta do forte calor, o lateral recebeu novamente perto do gol, mas com liberdade para finalizar. De primeira, Léo Moura acertou belo "sem pulo" e carimbou o travessão.

Encurralado pelo rival, o Criciúma chegou pela primeira vez somente aos 33 minutos. Depois do balão de Luiz, Silvinho desviou de cabeça para Paulo Baier, mas o goleiro Paulo Victor se antecipou para ficar com a bola. O lance animou o time da casa, que dois minutos depois quase abriu o marcador em cabeçada de Gualberto, bloqueada por Wallace embaixo das traves. Eduardo ainda tentou chute colocado, mas o primeiro tempo encerrou com o placar inalterado.

Disposto a fazer valer o mando de campo, o Criciúma chegou com perigo nos primeiros minutos do segundo tempo. Paulo Baier escorou para João Victor, que lançou Silvinho na área. O atacante se antecipou ao goleiro e tocou por cobertura, mas a bola foi por cima do gol. Aos 20 minutos, Eduardo cruzou para Souza, mas o atacante chegou atrasado e perdeu boa oportunidade.

Apesar da pressão inicial do time da casa, foi o Flamengo que saiu na frente. Quando ia concluir a gol, Lucas Mugni foi derrubado por João Victor, que foi expulso pelo árbitro após marcação de pênalti. Na cobrança, o meia deslocou o goleiro para fazer 1 a 0, aos 32 minutos. Quatro minutos depois, Eduardo da Silva pegou rebote de Luiz e ampliou o marcador para garantir a vitória rubro-negra.

FICHA TÉCNICA:

CRICIÚMA 0 X 2 FLAMENGO

CRICIÚMA - Luiz; Eduardo, Fábio Ferreira, Gualberto e Bruno Cortez; Rodrigo Souza, João Vitor, Cleber Santana e Paulo Baier (Rafael Costa); Silvinho (Serginho) e Souza (Danilo Alves). Técnico: Wagner Lopes.

FLAMENGO - Paulo Victor; Léo moura, Marcelo, Wallace e João Paulo; Víctor Cáceres, Márcio Araújo (Lucas Mugni), Canteros e Everton; Nixon (Eduardo da Silva) e Arthur (Gabriel). Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

GOLS - Lucas Mugni, aos 32, e Eduardo da Silva, aos 36 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Cleber Santana e Silvinho (Criciúma).

CARTÃO VERMELHO - João Victor (Criciúma).

ÁRBITRO - Leandro Vuaden (RS).

RENDA E PÚBLICO - não disponíveis.

LOCAL - Estádio Heriberto Hülse, em Criciúma (SC).