1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Flamengo vira contra o Atlético-MG e fica longe do rebaixamento

RONALD LINCOLN JR. - O Estado de S. Paulo

21 Agosto 2014 | 00h 25

Torcida dá mais um show no Maracanã, apoia clube do início ao fim, e equipe consegue virada; Eduardo da Silva decide novamente

Em noite de Eduardo da Silva, o Flamengo venceu de virada o Atlético Mineiro, por 2 a 1, e se distanciou da zona de rebaixamento. Depois de ter os últimos trabalhos muito contestados, o técnico Vanderlei Luxemburgo está indo bem no time carioca. O treinador venceu quatro das cinco partidas em que dirigiu o time. O apoio da torcida, que encheu o estádio, também foi fundamental para a reação carioca. Já o Atlético deixou escapar a chance de se aproximar do G-4.

Mesmo jogando em casa, Luxemburgo escalou seu time com apenas um atacante de ofício, Arthur, e cinco jogadores de meio-campo. O esquema possibilitou que o Flamengo controlasse a posse de bola. Em contrapartida, a equipe não conseguia pressionar o Atlético. Ainda no primeiro tempo, o treinador se deu conta do erro e colocou o atacante Nixon no lugar de Luiz Antônio para deixar o time mais agressivo.

O Atlético, por sua vez, se postou defensivamente, chamando o adversário para o seu campo. Mas, com a posse de bola, explorava a velocidade de seus atacantes, que encontravam facilidade para penetrar a defesa rubro-negra. Depois de algumas tentativas, Maicosuel encontrou a zaga do Flamengo desarrumada, passou por dois marcadores e bateu cruzado na saída de Paulo Victor para fazer 1 a 0.

O segundo tempo começou com as duas equipes errando bastante. O Atlético se acomodou e passou a ceder muitas lacunas em seu setor defensivo. O Flamengo, quando recuperava a bola, não conseguia aproveitar os espaços porque errava muitos passes e abusava dos chutões, o que fez Luxemburgo reforçar seu ataque.

Eduardo da Silva entrou no lugar de Arthur e mostrou que tem estrela e eficiência. Em sua primeira jogada, o atacante foi derrubado na área por Pedro Botelho. Sandro Meira Ricci marcou pênalti, convertido por Léo Moura, aos 19. Em seguida, Eduardo recebeu um bom cruzamento de João Paulo, subiu mais que os zagueiros e cabeceou firme no canto de Victor, que não conseguiu defender.

O Atlético acordou depois do gol e se lançou ao ataque, deixando o jogo aberto. Por pouco, André não empatou aos desviar um cruzamento, obrigando Paulo Victor a fazer uma grande defesa. No entanto, os visitantes deixaram para reagir tarde demais.

Marcos de Paula/Estadão
FLA31 - RJ - 20/08/2014 - FLAMENGO/ATLETICO/BRASILEIRAO - ESPORTES OE - Jogadores do Flamengo (RJ) comemoram o gol de Eduardo da Silva (E), em partida contra o Atlético (MG), válida pela 16ª rodada do Campeonato Brasileiro 2014, realizada no Estádio do Maracanã, na zona norte do Rio de Janeiro. Foto: MARCOS DE PAULA/ESTADÃO

FICHA TÉCNICA:

FLAMENGO 2 x 1 ATLÉTICO-MG

FLAMENGO - Paulo Victor; Léo Moura, Marcelo, Wallace, João Paulo; Cáceres, Marcio Araújo (Mugni), Canteros, Luiz Antônio (Nixon), Everton; Arthur (Eduardo da Silva). Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

ATLÉTICO MINEIRO - Victor; Alex Silva, Edcarlos, Jemerson, Pedro Botelho; Josué, Rafael Carioca (Claudinei), Dátolo, Maicosuel (Luan); Diego Tardelli, Jô (André). Técnico: Levir Culpi.

GOLS - Maicosuel, aos 9 minutos dos primeiro tempo. Léo Moura, aos 19, e Eduardo da Silva, aos 26 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Canteros, João Paulo (Flamengo); Alex Silva, Rafael Carioca (Atlético Mineiro).

ÁRBITRO - Sandro Meira Ricci (PE).

RENDA - R$ 1.113.815,00.

PÚBLICO - 37.726 pagantes (40.892 no total).

LOCAL - Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ).