Nelson Perez/Divulgação
Nelson Perez/Divulgação

Fluminense bate a Cabofriense e depende só de si para ir à semi

Vitória por 3 a 0 no Maracanã marcou a estreia de Ricardo Drubscky

SÍLVIO BARSETTI, O Estado de S. Paulo

26 Março 2015 | 21h41

Na estreia do técnico Ricardo Drubscky, o Fluminense venceu a Cabofriense por 3 a 0, na noite desta quinta-feira, no Maracanã, e encostou no G-4 do Campeonato Carioca. Beneficiado pelos tropeços de Botafogo e Madureira na rodada, o clube das Laranjeiras só depende de si para chegar entre os quatro primeiros ao fim da fase de classificação e assim disputar a semifinal. A Cabofriense corre risco de rebaixamento e sofreu a quinta derrota seguida.

Agora, o Fluminense soma 25 pontos e ocupa o quinto lugar. O Madureira, em quarto, tem 27. As duas equipes ainda se enfrentam, na última rodada.

Foi uma vitória tranquila num estádio vazio - pouco mais de 3 mil presentes. O Fluminense se impôs e poderia ter vencido por um placar mais amplo. A Cabofriense parecia um time apático, sem vontade e acabou se desinteressando pelo jogo a cada gol do adversário.

O jovem Gerson, de 17 anos, teve mais uma vez boa atuação. Foi dele o primeiro gol, num lance vistoso, em que ajeitou a bola, se livrou de um marcador e chutou com categoria de fora da área. O goleiro Rafael nada pôde fazer.

Depois de perder outras oportunidades, o Flu aumentou com Edson, que aproveitou bola cabeceada por Marlon e tocou por cima do goleiro. Faltava o gol do artilheiro Fred. Ele então foi lembrado num cruzamento sob medida de Vinícius. Livre de marcação, Fred completou de cabeça e fez o seu sétimo gol na competição. Ele evitou comemorar o lance, talvez irritado com algumas vaias de torcedores por seu desempenho fraco nas últimas partidas.

FICHA TÉCNICA:

FLUMINENSE 3 X 0 CABOFRIENSE

FLUMINENSE - Diego Cavalieri; Wellington Silva, Gum, Marlon e Giovanni; Edson, Jean, Wagner (Vinícius) e Gerson; Kenedy (Lucas Gomes) e Fred (Walter). Técnico - Ricardo Drubscky.

CABOFRIENSE - Rafael; Lenon, Leandrão, Vladimir e Leandro; Hiroshi, Gerson, Éverton (Chiquinho), Marcinho (Marco Aurélio) e Arthur Faria; e Gilcimar (Fabrício Carvalho). Técnico - Edson Souza.

GOLS - Gerson, aos 22 minutos do primeiro tempo. Edson, aos 12, e Fred, aos 33 minutos do segundo tempo. 

ÁRBITRO - Lenilton Rodrigues Gomes Junior.

CARTÕES AMARELOS - Leandrão, Gerson, Marcinho, Gilcimar e Kenedy.

RENDA - R$ 62.890,00.

PÚBLICO - 2.781 pagantes.

LOCAL - Estádio do Maracanã, no Rio.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.