Fluminense pega reservas do Americano

Na oitava posição da tabela de classificação do Torneio Rio-São Paulo, com um total de 18 pontos, o Fluminense tenta a vitória contra o Americano, neste sábado, às 16h, no Maracanã, para prosseguir com chances de ficar entre os seis primeiros colocados e obter uma vaga para a disputa da Copa dos Campeões. A decisão do técnico do Americano, Gaúcho, de escalar a maioria dos atletas reservas, facilitou a tarefa do Tricolor. A principal mudança no Fluminense foi a saída do lateral-direito Flávio, que fraturou o dedo anular da mão direita e precisa ficar de repouso por, no mínimo, uma semana. Em seu lugar, o técnico do Tricolor, Oswaldo de Oliveira, optou pela escalação de Jancarlos. Depois dos insucessos do meia Roger e do lateral-esquerdo Paulo César, outra decisão de Oliveira foi a de efetivar o volante Marcão como o novo cobrador oficial de pênaltis do Fluminense. A equipe desperdiçou as últimas cinco cobranças marcadas pelos juízes nesta temporada. A boa notícia para Oliveira, que neste sábado completa 50 jogos pelo Fluminense, foi a recuperação do atacante Júlio César. O jogador estava com um edema no joelho esquerdo e foi liberado pelos médicos do clube. Mesmo assim, ainda será submetido a um teste para confirmar sua escalação. Se o atleta não tiver condições de atuar, Alex é o provável substituto. Já o Americano vive um clima de expectativa para a decisão do primeiro turno do Campeonato Estadual, contra o Vasco, na segunda, e, por isso, Gaúcho optou por observar vários jogadores que se recuperaram de contusão e escalou um time formado em sua maioria por reservas. No total, apenas quatro titulares: o goleiro Brás, além dos zagueiros Laerte, Marcelo Paulista e Reginaldo. "Optei por um time reserva, por causa da decisão. E também quero dar ritmo a esses atletas", disse o treinador.

Agencia Estado,

29 Março 2002 | 18h45

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.