Lucas Merçon/Fluminense F.C.
Lucas Merçon/Fluminense F.C.

Fluminense recebe o Coritiba motivado para obter uma vaga na Copa Libertadores

Tricolor está empolgado depois da vitória no clássico com o Botafogo

Estadão Conteúdo

09 Novembro 2017 | 06h50

Embalado pela boa vitória no clássico contra o Botafogo no último sábado por 2 a 1, o Fluminense faz nesta quinta-feira um confronto decisivo contra o Coritiba, no estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro, às 21 horas, pela 33.ª rodada do Campeonato Brasileiro.

+ Richard sofre lesão e não deve mais jogar pelo Fluminense neste ano

+ Sornoza celebra vitória em clássico e garante: 'Momento do Flu é muito bom'

A equipe carioca, afinal, soma 42 pontos, se distanciou da zona de rebaixamento e precisa vencer para manter o sonho de conquistar uma meta que parecia irreal há algumas semanas: obter uma vaga na Copa Libertadores. É o que garante o meia equatoriano Sornoza, satisfeito com o desempenho do time nas últimas rodadas.

"Nos restam seis jogos e tomara que consigamos somar os pontos necessários para nos levar à Libertadores", comentou o equatoriano. "A vaga na Libertadores seria algo extraordinário. Passamos por muitas lesões. Há companheiros que só voltam ano que vem. Seria incrível".

O excesso de lesões durante a temporada, aliás, também foi utilizado pelo zagueiro Renato Chaves para explicar a oscilação do Fluminense. "A gente tem um time bom, que sabe ler o jogo. Infelizmente, tivemos muitas lesões durante o ano, o que afetou nosso desempenho e, como consequência, tivemos algumas derrotas, mas estamos sempre dando o melhor. Não temos time para brigar lá embaixo".

As lesões, contudo, voltaram a atrapalhar o Fluminense. Com um estiramento na panturrilha esquerda, o volante Richard dificilmente terá condições de retornar até o término do Brasileirão. Seus possíveis substitutos nesta quinta-feira são Wendel, Marlon Freitas e Orejuela.

Diante do Coritiba, o Fluminense ficará novamente sem o zagueiro Gum. Atravessando uma série de problemas físicos nesta temporada, o jogador foi diagnosticado com um estiramento na coxa esquerda.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.