1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Fluminense sofre para vencer na estreia da Copa Sul-Americana

Marcio Dolzan - O Estado de S. Paulo

28 Agosto 2014 | 20h 13

Time carioca chega a abrir 2 a 0 sobre o Goiás no Maracanã, mas leva gol no fim e vê a vantagem ficar mais apertada para a volta

O Fluminense estreou com uma vitória sofrida na Copa Sul-Americana. Jogando no estádio do Maracanã, no Rio, o time superou o Goiás por 2 a 1, nesta quinta-feira, pela rodada de ida da fase nacional da competição continental. A equipe carioca teve o goleiro Klever expulso aos 14 minutos do segundo tempo e foi pressionada daí até o fim da partida.

O horário incomum do jogo colaborou para o pouco público no Maracanã - pouco mais de 6 mil torcedores pagaram ingresso -, e talvez por isso o futebol em campo também tenha deixado a desejar em boa parte do primeiro tempo. Até os 20 minutos, nenhuma das equipes teve alguma chance clara de gol.

Foi só depois disso que o Fluminense passou a atacar. Para tanto, contou com o avanço de um de seus jogadores de meio de campo - o volante Edson. Com Fred e Rafael Sóbis bem marcados, a presença do atleta na área do Goiás acabou funcionando como elemento surpresa. E foi justamente ele quem abriu 2 a 0 para o time tricolor carioca, primeiro se antecipando à marcação e tocando com o bico da chuteira, aos 29, e depois desviando de cabeça uma cobrança de escanteio, aos 32.

Mas aí o Goiás acordou. Ainda no primeiro tempo, o time do técnico Ricardo Drubscky teve duas ótimas chances de descontar, mas Klever salvou chute de Murilo e o travessão parou a conclusão de Esquerdinha.

Na etapa complementar, o time goiano voltou com tudo. E passou a dominar amplamente o Fluminense a partir dos 14 minutos, quando o goleiro Klever foi expulso ao fazer falta em Erik fora da área. O treinador Cristóvão Borges então sacou o atacante Rafael Sóbis para a entrada do goleiro Felipe Garcia, enquanto que Ricardo Drubscky tirou o volante Leo Veloso e colocou o atacante Assuério em campo.

A pressão do Goiás passou a ser intensa. Preocupado, Cristóvão Borges colocou o time ainda mais atrás ao sacar Fred e colocar o zagueiro Henrique em campo. O time goiano foi para cima, mas de forma desordenada. Mesmo assim, descontou: após tanto insistir, David entrou na área pela direita e rolou para Erik empurrar para o gol e definir o placar aos 48 minutos.

FICHA TÉCNICA

FLUMINENSE 2 x 1 GOIÁS

FLUMINENSE - Klever; Bruno, Marlon, Elivelton e Chiquinho; Edson, Jean, Cícero (Wagner) e Conca; Rafael Sobis (Felipe Garcia) e Fred (Henrique). Técnico: Cristóvão Borges.

GOIÁS - Renan; Moises (Murilo Henrique), Jackson, Felipe e Valmir Lucas; Léo Veloso (Assuério), Thiago Mendes, Tiago Real e David; Esquerdinha e Erik. Técnico: Ricardo Drubscky.

GOLS - Edson, aos 29 e aos 32 minutos do primeiro tempo; Erik, aos 48 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Marlon (Fluminense); Esquerdinha e Thiago Mendes (Goiás).

CARTÃO VERMELHO - Klever (Fluminense).

ÁRBITRO - Enrique Cáceres (Fifa/Paraguai).

RENDA - R$ 112.760,00.

PÚBLICO - 6.314 pagantes (7.060 no total).

LOCAL - Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ).