Reprodução site do Fluminense
Reprodução site do Fluminense

Fluminense terá marca de laboratório na camisa até o fim de 2017

Clube fecha acordo como LAFE, que estreia na Sul-Americana nesta quinta-feira

Estadão Conteúdo

13 Setembro 2017 | 15h39

O Fluminense anunciou nesta quarta-feira o laboratório de análises clínicas LAFE como a nova parceira do clube até o fim deste ano. A marca da empresa - que possui dezenas de unidades na cidade do Rio de Janeiro e uma em São Gonçalo, na região metropolitana - será estampada na camisa do time a partir do jogo desta quinta contra a LDU, do Equador, no Maracanã, pelas oitavas de final da Copa Sul-Americana. Ela ficará exposta entre o escudo e a marca do fornecedor de material esportivo.

Para o diretor de saúde do Fluminense, Michel Simoni, acima da exposição do patrocinador no uniforme e o ganho financeiro para tanto, estão os avanços na prevenção e nos tratamentos de saúde dos atletas do clube carioca que o acordo deverá representar.

"Empresas que possuem métodos avançados de estudos para auxiliar nas questões médicas e fisiológicas só agregam ao nosso trabalho. Estamos construindo uma verdadeira aliança estratégica, ampliando o trabalho científico que já vem sendo realizado pelo departamento médico do Fluminense no monitoramento da saúde dos nossos atletas", frisou o médico em entrevista coletiva nesta quarta.

O modelo do novo patrocínio - cujos valores econômicos não foram divulgados pela diretoria do Fluminense - também deverá garantir descontos na contratação de serviços da empresa de análises clínicas a sócios do clube e também a integrantes do programa de sócio-torcedor.

Mais conteúdo sobre:
Fluminense Football Club Fluminense

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.