1. Usuário
Assine o Estadão
assine

França, do Hannover, é diagnosticado com tuberculose

AE - Agência Estado

22 Fevereiro 2013 | 15h 33

Pouco mais de um mês após acertar com o Hannover, o volante França foi diagnosticado com tuberculose, segundo informou o clube alemão nesta sexta-feira. O jogador pertencia ao Coritiba, e chegou a defender o Criciúma em 2012, antes de se transferir para o futebol alemão.

O atleta de 21 anos deverá ficar afastado dos gramados por pelo menos seis meses, quando será submetido ao tratamento. Em seguida, serão necessárias mais algumas semanas para a retomada do trabalho físico e técnico. Desta forma, o brasileiro só deverá voltar a jogar em meados da próxima temporada europeia, que tem início em agosto.

Após o diagnóstico, França recebeu o apoio da diretoria e da comissão técnica do clube. "Neste momento o mais importante é que ele fique saudável novamente. Desejamos a ele a melhor recuperação", afirmou o presidente do Hannover, Jörg Schmadtke.

O dirigente confia no retorno do jogador aos gramados do futebol alemão. "Após o tratamento adequado, ele será capaz, de acordo com os médicos, de continuar normalmente sua carreira como jogador de futebol. Esta notícia é importante e muito boa para o jogador e para nós", destacou. "Onde pudermos ajudar, estaremos à disposição".

O técnico do Hannover também desejou uma rápida recuperação ao volante. "Todos nós desejamos a França que se recupere logo", disse o treinador Mirko Slomka, que fez elogios ao brasileiro. "Eu o conheci nas primeiras semanas como um jogador de grande atitude".

O diagnóstico do brasileiro acabou assustando a equipe alemã por causa do potencial de contágio da tuberculose, doença que tem baixa incidência no país. Autoridades sanitárias da cidade acreditam que França não obteve a infecção na Alemanha.

"A doença se torna ativa após quatro meses a partir da infecção [período de incubação]", afirmou Helga Heykes-Uden, chefe da agência de saúde local. Como o jogador deixou o Brasil no dia 11 de janeiro, as autoridades afirmam que o brasileiro deve ser se infectado ainda em solo brasileiro.

Por causa do risco de contágio, o clube já definiu que jogadores e membros da comissão técnica serão submetidos a exames específicos, de sangue e radiografia, para detectar uma eventual infecção.

O volante França tinha seus direitos vinculado ao Coritiba até se transferir ao time alemão no início deste ano. Antes, ele se destacou, por empréstimo, no time do Criciúma, que subiu para a Série A do Campeonato Brasileiro no ano passado. A equipe paranaense chegou a cogitar um novo empréstimo aos catarinenses, mas acabou cedendo à oferta do Hannover.

Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo