Wilton Junior|Estadão
Wilton Junior|Estadão

Futebol brasileiro tem tarde de decisões nos Estaduais

Maior parte dos torneios regionais chega ao fim neste domingo: Flamengo, Vitória e Atlético-MG levantam a taça com empates

O Estado de S.Paulo

07 Maio 2017 | 07h00

O futebol brasileiro vai conhecer neste domingo seus campeões estaduais. A maioria das competições terá a partida final realizada nesta tarde, casos do Rio, Minas Gerais e Rio Grande do Sul. Há alguns campeonatos em que a decisão está apenas começando. É o caso do Pernambucano. Sport e Salgueiros dão início neste domingo à briga pela taça, mas a segunda partida será disputada apenas no dia 18.

No Campeonato Carioca, o Flamengo tem a vantagem do empate no confronto das 16h com o Fluminense, no Maracanã, após ter vencido a primeira partida por 1 a 0. Vitória tricolor por um gol de diferença leva a decisão para os pênaltis; por dois ou mais gols, a taça vai direto para as Laranjeiras.

O técnico Zé Ricardo pretende escalar força máxima no Flamengo, apesar do desgaste de alguns jogadores, que no meio de semana enfrentaram a Universidade Católica pela Copa Libertadores. Ele espera poder contar com o volante Rômulo, que se recupera de torção no tornozelo direito. “É hora de concentração e superação. Todo mundo quer chegar numa final com o Maracanã lotado. Nossa equipe vai estar organizada e competitiva, o que é o mais importante na decisão’’, disse.

No Fluminense, o técnico Abel Braga manteve o time da derrota de domingo passado, inclusive Renato Chaves, que cometeu falha grotesca no lance do gol do Flamengo. Ele garante que a equipe não voltará a jogar tão mal como na primeira partida, por isso acredita no título. “Vamos encarar de igual para igual. Está tudo aberto. Não prometi ganhar nada, mas os objetivos até agora foram alcançados. Se eu não sonhar, não serei campeão carioca.’’

No Campeonato Mineiro a vantagem do empate é do Atlético, por ter feito melhor campanha na fase de classificação – e a primeira partida da decisão, no domingo passado, terminou 0 a 0. Mas o Cruzeiro promete ser ofensivo esta tarde e conta também com o retrospecto recente nos jogos com o adversário no Independência, palco do clássico mineiro, a partir das 16h.

O time celeste venceu os três últimos duelos que fez com o Atlético no estádio. Mas o Atlético também usa a estatística a seu favor: nesta temporada, ganhou os nove jogos que fez no Independência.

Dentro de campo, os dois treinadores prometem surpresas. O Atlético pode ter Otero no lugar de Marlone. O técnico Roger Machado dá a entender também que pode apresentar alguma novidade tática na decisão. “Sempre é possível guardar algum detalhe ou algum momento importante para surpreender o treinador rival (Mano Menezes) e o adversário’’, disse.

O Cruzeiro também deve ter alterações, mas Mano Menezes não deu pistas. Ele revela apenas que o time será bem diferente estrategicamente do montado na primeira partida. “Temos de ter alternativas, temos de ter planos se as coisas pedirem. Já é o segundo tempo dos 90 minutos, um placar igual ao primeiro não serve para a gente’’, justificou Mano Menezes. “Vamos com tudo’’, acrescentou o volante Henrique.

No Campeonato Gaúcho, o estádio Centenário, em Caxias do Sul, vai receber o duelo final entre Novo Hamburgo e Internacional (2 a 2 no Beira-Rio). O time do interior sonha com título inédito; o da capital, com o heptacampeonato.

O Inter vive um drama. Seus três goleiros estão machucados. Keiller, com luxação no cotovelo direito, está descartado. Marcelo Lomba (contusão muscular na coxa direita) se dispôs a jogar, mas o técnico Antonio Carlos Zago deve escalar Danilo Fernandes, embora ele ainda não esteja totalmente recuperado de fratura no pé esquerdo.

No Campeonato Baiano, após 0 1 a 1 no primeiro encontro, o Vitória atua pelo empate contra o Bahia hoje, às 16h, no Barradão. Os rivais podem não ter em campo dois de seus mais importantes jogadores.

No rubro-negro, André Lima promete jogar mesmo com dor no pé direito. “É uma final de Copa do Mundo para a gente”, disse o artilheiro. 

No Bahia, o meia-atacante Régis está machucado, mas o técnico Guto Ferreira não diz se ele terá ou não condição de atuar. “É segredo de estado.’’

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.