Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Esportes

Esportes » Futebol da China desmonta Corinthians e obriga reinvenção

Futebol

Nilton Fukuda/Estadão

Esportes

futebol

Futebol da China desmonta Corinthians e obriga reinvenção

Com meio-campo desmontado, equipe tentará achar substitutos

0

Ciro Campos,
O Estado de S. Paulo

07 Janeiro 2016 | 07h00

O meio-campo que conduziu o Corinthians ao título brasileiro com a melhor campanha da história dos pontos corridos (em campeonatos com 20 equipes) vai jogar na China. Jadson já tinha ido para Tianjin Quanjian, nesta quarta-feira Renato Augusto se despediu rumo ao Beijing Guoan e nesta quinta-feira Ralf deve fechar com o mesmo clube. 

Ainda existe a possibilidade de Elias ir jogar no Hebei Fortune. Para a diretoria, sobra a tarefa de buscar peças de reposição. E para Tite, o trabalho de remontar o time para a disputa da Libertadores – grande objetivo do clube na temporada. 

A saída de Jadson por 5 milhões de euros (R$ 20 milhões), valor da multa rescisória, rendeu 1,5 milhão de euros ao Corinthians – que era dono de apenas 30% dos direitos econômicos do jogador. Para levar Renato Augusto os chineses também pagaram a multa rescisória, que no seu caso era de 8 milhões de euros (R$ 32 milhões). O clube fica com metade desse valor. A multa de Ralf é de 1 milhão de euros (R$ 4 milhões), quantia que ficará com o Corinthians.

No caso de Elias, a decisão está nas mãos do volante. O Corinthians já aceitou os 10 milhões de euros (R$ 40 milhões) oferecidos pelo Hebei Fortune, e passou a bola para o jogador – que ganharia R$ 1,5 milhão por mês. Se Elias disser “sim”, será o último titular do meio-campo a deixar o clube. 

Em coletiva dada no fim do ano passado, já com o título brasileiro garantido, Tite dizia que esperava a manutenção dos principais jogadores para o time poder evoluir. "Se começar a sair muita gente, vamos retroceder", disse na ocasião. Agora, ele já se preocupa em como remontar o time.

Outro jogador que pode deixar o clube ainda esta semana é o goleiro Cássio, que interessa ao Besiktas (Turquia). Ele gostou da proposta que recebeu e agora espera pelo acerto entre os clubes. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.