1. Usuário
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail

Futebol da China desmonta Corinthians e obriga reinvenção

- Atualizado: 07 Janeiro 2016 | 07h 48

Com meio-campo desmontado, equipe tentará achar substitutos

O meio-campo que conduziu o Corinthians ao título brasileiro com a melhor campanha da história dos pontos corridos (em campeonatos com 20 equipes) vai jogar na China. Jadson já tinha ido para Tianjin Quanjian, nesta quarta-feira Renato Augusto se despediu rumo ao Beijing Guoan e nesta quinta-feira Ralf deve fechar com o mesmo clube. 

Ainda existe a possibilidade de Elias ir jogar no Hebei Fortune. Para a diretoria, sobra a tarefa de buscar peças de reposição. E para Tite, o trabalho de remontar o time para a disputa da Libertadores – grande objetivo do clube na temporada. 

Renato Augusto se junta a Jadson no futebol chinês

Renato Augusto se junta a Jadson no futebol chinês

A saída de Jadson por 5 milhões de euros (R$ 20 milhões), valor da multa rescisória, rendeu 1,5 milhão de euros ao Corinthians – que era dono de apenas 30% dos direitos econômicos do jogador. Para levar Renato Augusto os chineses também pagaram a multa rescisória, que no seu caso era de 8 milhões de euros (R$ 32 milhões). O clube fica com metade desse valor. A multa de Ralf é de 1 milhão de euros (R$ 4 milhões), quantia que ficará com o Corinthians.

No caso de Elias, a decisão está nas mãos do volante. O Corinthians já aceitou os 10 milhões de euros (R$ 40 milhões) oferecidos pelo Hebei Fortune, e passou a bola para o jogador – que ganharia R$ 1,5 milhão por mês. Se Elias disser “sim”, será o último titular do meio-campo a deixar o clube. 

Em coletiva dada no fim do ano passado, já com o título brasileiro garantido, Tite dizia que esperava a manutenção dos principais jogadores para o time poder evoluir. "Se começar a sair muita gente, vamos retroceder", disse na ocasião. Agora, ele já se preocupa em como remontar o time.

Outro jogador que pode deixar o clube ainda esta semana é o goleiro Cássio, que interessa ao Besiktas (Turquia). Ele gostou da proposta que recebeu e agora espera pelo acerto entre os clubes. 

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.

Mais em EsportesX