Futebol, um ex-campeão de audiência

A tevê chegou ao Brasil na metade do século passado. Nos anos 60 ainda engatinhava e não mostrou para a massa os espetáculos de Pelé no Santos e de Garrincha no Botafogo. Duas décadas depois, televisão já não era artigo de luxo e o futebol alcançou status de campeão de audiência. No século 21, os números da audiência já não são mais tão generosos com o esporte mais popular do País. Mas Luís Erlanger, diretor da Central Globo de Comunicação, não parece preocupado. "Todo início de temporada é isso: invariavelmente a imprensa diz que o futebol não é mais um bom produto, aí as disputas vão chegando às finais, as audiências crescem e falam que foi o campeonato que decolou. Simplesmente esquecem de levar em conta as circunstâncias: começo é começo, na hora das decisões as coisas sempre mudam." Leia mais no Jornal da Tarde

Agencia Estado,

03 Março 2002 | 11h46

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.