Ivan Storti/SantosFC
Ivan Storti/SantosFC

Gabriel vê reestreia boa pelo Santos, mas diz que 'trocaria gol pela vitória'

"Queria muito vencer, mas me senti bem, fiquei feliz pelo gol", disse o atacante santista

Estadão Conteúdo

11 Fevereiro 2018 | 12h26

Após passagem frustrante pelo futebol europeu, onde vestiu as camisas de Inter de Milão e Benfica, o atacante Gabriel reestreou pelo Santos no último sábado e fez um dos gols do time no empate por 2 a 2 com a Ferroviária, na Arena da Fonte Luminosa, em Araraquara (SP), pelo Campeonato Paulista.

+ Confira a tabela do Campeonato Paulista

Ao comentar o seu próprio desempenho, o Gabigol, como é chamado desde as categorias de base do time alvinegro, exibiu satisfação com a sua atuação, mas admitiu um certo sabor amargo por não ter conseguido sair de campo somando três pontos junto com a equipe santista.

"Acho que foi uma estreia boa, mas é claro que eu trocaria o gol pela vitória. Queria muito vencer, mas me senti bem, fiquei feliz pelo gol, feliz pela atuação também e creio que consegui ajudar o time de alguma maneira. Faltou só a vitória", afirmou o jogador, em entrevista à TV Globo, após o duelo.

Gabriel também admitiu que desperdiçou duas boas oportunidades de marcar no primeiro tempo da partida em Araraquara, sendo que na segunda delas chutou fraco e parou em defesa de Tadeu, cuja atuação também foi exaltada pelo atacante, que na etapa final se redimiria ao balançar as redes pela equipe santista.

"Acho que os dois lances foram muito rápidos. Ele (goleiro adversário) foi muito feliz e dei os parabéns para ele. Ele foi muito bem e não é só o atacante que erra o gol, o goleiro também tem seus méritos. Mas na segunda chance que eu tive eu pude concluir muito bem. Vi que ele (Tadeu) tinha caído já e pude fazer o gol", disse.

O atacante ainda exibiu otimismo ao projetar o duelo que o Santos fará contra o São Caetano, quarta-feira, às 19h30, na Vila Belmiro, pela sétima rodada do Paulistão. O jogador disse que o time alvinegro vem evoluindo, mas ponderou que é preciso ficar alerta para não voltar a cometer falhas defensivas.

"Acho que nosso time teve algumas chances de fazer o gol e até de matar o jogo. Tomamos gols que normalmente a gente não toma, mas creio que foi um bom resultado. Nosso time está crescendo aos poucos, estamos criando chances de gol e ficando mais protegidos ali atrás. Falta um pouco de atenção, mas creio que quarta-feira vamos fazer um grande jogo e o time vai sair vitorioso", previu Gabriel.

Mais conteúdo sobre:
futebol Santos Futebol Clube Gabigol

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.