Giba sonha com classificação do Etti

De franco-atirador à possível surpresa dentro do Torneio Rio-São Paulo. É o que aconteceu com o Etti Jundiaí após a importante vitória sobre o Santos, por 2 a 1, na Vila Belmiro, quarta-feira. Além dos valiosos pontos conquistados em terreno inimigo, a vitória trouxe à tona o sentimento de vingança do técnico Giba, dispensado do time santista após perder o título paulista de 2000. E também serviu para o troco de Márcio Santos, zagueiro tetracampeão do mundo e que não teve chances na Baixada. Mesmo sem esconder a satisfação pela vitória, os dois tentaram, de todas as maneiras, deixar claro que não havia nenhum tipo de rancor com o ex-clube. "Nem posso pensar nisso, porque estou preocupado em somar pontos para buscar a classificação", alega Giba, com a expectativa de ser semifinalista do Rio-SP. O zagueiro Márcio Santos também não viu a vitória como resposta merecida ao Santos, mas acha que após assumir a condição de titular do Jundiaí passou a ter oportunidade de mostrar que ainda pode ser útil a muitos clubes, até mesmo à seleção brasileira. "Muita gente disse que eu estava acabado. Mas estou provando em campo, justamente, o contrário". Com 19 pontos, o time sonha com uma vaga nas semifinais e, agora, até Giba abre o jogo admitindo que o objetivo era esse mesmo desde o início. "Tínhamos que superar a transição do time, que vinha de competições de menor condição técnica e passou a enfrentar os grandes do futebol brasileiros. Isso já passou e, agora, jogamos de igual para igual com qualquer um", disse o técnico, referindo-se aos acessos conseguidos ano passado com os títulos da Série A-2 Paulista e da Série C do Brasileiro. Mas ele não acha tempo e motivos para comemorar, prevendo muitas dificuldades para o jogo contra o líder Palmeiras, sábado, no estádio Jaime Cintra, em Jundiaí. Mas na visão da comissão técnica, exceto o Palmeiras, os outros três adversários devem ser considerados normais e, portanto, com o Jundiaí entrando em campo em condições de lutar pela vitória. Pega a Portuguesa de Desportos, em São Paulo, depois tem pela frente uma verdadeira "barbada": o lanterna América, em Jundiaí. A última participação será, no Rio, diante do Flamengo, já fora da luta por uma vaga. Com 19 pontos, o time espera de maneira otimista chegar aos 28 pontos. Ao mesmo tempo que promete brigar para chegar às semifinais, o Etti concorre a uma vaga na Copa dos Campeões. Os seis primeiros colocados do Rio-São Paulo terão presenças asseguradas na competição. Manter o time em atividade seria importante neste momento em que a empresa Parmalat acerta os últimos detalhes para seu desligamento do clube. Na apresentação dos jogadores, nesta quinta-feira à tarde, a constatação de um grande problema: o atacante Jean Carlos sentiu uma contratura muscular na coxa direita e pode ser vetado pelo departamento médico. Ele é o artilheiro do time com sete gols. Por outro lado, o meia Jackson deve mesmo voltar ao time depois de cumprir suspensão automática por sua expulsão diante do Americano.

Agencia Estado,

21 Março 2002 | 17h22

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.