Thanassis Stavrakis/AP
Thanassis Stavrakis/AP

Grécia goleia e vai para repescagem da Copa; irmãos Hazard garantem vitória belga

Gregos goleiam Gibraltar por 4 a 0 e eliminam Eslováquia, pior 2.ª colocada

Estadão Conteúdo

10 Outubro 2017 | 18h02

A Grécia goleou a fraca seleção de Gibraltar por 4 a 0, nesta terça-feira, em Atenas, em partida válida pela 10.ª e última rodada do Grupo H das Eliminatórias Europeias para a Copa do Mundo de 2018, garantindo, desta forma, um lugar em uma repescagem que colocará mais quatro nações no Mundial da Rússia.

+ Holanda vence Suécia, mas fica fora da Copa

+ Portugal vence Suíça e se classifica no lugar de rival

A vaga da Grécia acabou com as esperanças da Eslováquia, que ficou como pior segunda colocada do qualificatório europeu e está fora da competição mundial no próximo ano.

O lateral-direito Vasilios Torosidis, que atua pelo Bologna, da Itália, abriu o placar para os gregos aos 32 minutos da primeira etapa. No segundo tempo, o centroavante Konstantinos Mitroglou, jogador do Benfica, marcou duas vezes e o atacante Giannis Gianniotas, atleta do Valladolid, da Espanha, deu números finais ao confronto.

Com o triunfo, a seleção grega chegou aos 19 pontos e confirmou a segunda colocação da chave, atrás da Bélgica, que terminou o qualificatório europeu para a Copa do Mundo com 28 pontos. A Bósnia-Herzegovina, que bateu a Estônia por 2 a 1, fora de casa, ficou em terceiro lugar com 17.

A Estônia foi a quarta colocada, com 11 pontos, e o Chipre terminou em quinto na chave, com 10. Já o selecionado de Gibraltar encerrou a sua participação nas Eliminatórias sem pontuar - a equipe perdeu todos os 10 jogos que disputou.

A Bélgica havia garantido a classificação para o Mundial de forma antecipada, em setembro, tornando-se a primeira seleção europeia a conquistar o acesso em campo - a Rússia, como país sede, já tinha o direito a disputar o torneio.

Os belgas não tiveram dificuldades para vencer os cipriotas por 4 a 0. Três dos quatro gols da goleada foram marcados pelos irmãos Hazard. Eden, uma das estrelas do Chelsea, da Inglaterra, fez dois; Torghan, atleta do Borussia Mönchengladbach, fez o outro. O centroavante Romelu Lukaku completou o placar.

Eden Hazard abriu o marcador logo aos 11 minutos da primeira etapa. Ele se aproveitou de uma bola perdida pela defesa do Chipre para dominar e bater no canto esquerdo do goleiro Panayi. Depois, aos 28, a Bélgica ainda levaria novamente perigo para o gol cipriota em um cruzamento da direita que passou por todo o gol sem que ninguém conseguisse tocar para as redes.

No segundo tempo, aos 7 minutos, Thorgan Hazard pegou rebote do goleiro cipriota, após chute do atacante Batshuayi, para ampliar o marcador. Poucos minutos depois, Eden fez o terceiro belga. Aos 32, Romelu Lukaku recebeu lançamento, se livrou da marcação e bateu firme para o gol: 4 a 0.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.