Grêmio deverá ter força máxima contra o Zamora

Clube gaúcho pode garantir vaga na Libertadores

Estadao Conteudo

23 Maio 2017 | 18h50

O técnico Renato Gaúcho não antecipa a escalação para a partida contra o Zamora, da Venezuela, nesta quinta-feira, na Arena Grêmio, em Porto Alegre, pela sexta e última rodada da fase de grupos da Copa Libertadores, mas o Grêmio deverá utilizar força máxima no duelo.

O elenco treinou nesta terça-feira no CT Luiz Carvalho, na capital gaúcha, sob o comando do treinador. A primeira etapa das atividades foi realizada com portões fechados para a imprensa. Depois, já sob as lentes e olhares dos jornalistas, Renato Gaúcho realizou um trabalho técnico, dividindo o grupo em três equipes. Duas delas se enfrentaram para aprimorar a troca de passes rápida até a chegada ao gol.

O volante Arthur e o zagueiro Kannemann apenas correram no gramado, assim como Lincoln. Já o volante Maicon e o lateral-esquerdo Marcelo Oliveira seguiram os seus processos de recuperação. Ramiro, que não atua na partida por cumprir suspensão, treinou normalmente.

O grupo gremista volta aos treinamentos nesta quarta-feira, a partir das 15h30. A primeira parte da atividade será novamente realizada com acesso restrito à imprensa.

Apenas o empate diante do Zamora - que perdeu todos os cinco jogos disputados até aqui na competição - já garante o time gaúcho na próxima etapa da Libertadores, mas a expectativa de todos no clube é vencer o rival para terminar liderança do Grupo 8.

Neste momento, Grêmio e Guaraní, do Paraguai, estão iguais em pontos (10), mas a equipe brasileira leva vantagem no saldo de gols (5 a 2). Por isso, os tricolores são os líderes da chave. O Deportes Iquique, do Chile, tem nove pontos e luta por uma vaga contra os paraguaios, também nesta quinta-feira, em Assunção.

Mais conteúdo sobre:
Grêmio futebol Libertadores Grêmio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.