1. Usuário
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail

Grêmio faz duelo decisivo com último algoz na Libertadores

- Atualizado: 09 Março 2016 | 07h 36

Embalado pela goleada aplicada sobre a LDU na última semana, mas também sob a sombra das polêmicas do Gre-Nal de domingo pelo Campeonato Gaúcho, o Grêmio faz nesta quarta-feira um duelo decisivo com o San Lorenzo, nesta quarta-feira, às 21h45, no seu estádio, pela terceira rodada do Grupo 6, sem poder contar com a sua principal contratação para o torneio continental: o atacante Miller Bolaños.

O jogador equatoriano fraturou a mandíbula no clássico contra o Internacional, no último domingo, o que o deixará afastado dos treinamentos do Grêmio por 30 dias. Assim, ele perderá os dois próximos duelos do time na Libertadores, ambos diante do San Lorenzo, e tem poucas chances de participar dos dois compromissos seguintes pela fase de grupos.

Por isso, deverá ser sem Bolaños que o Grêmio precisará buscar a classificação para as oitavas de final da Libertadores. E o confronto com o San Lorenzo pode ser decisivo para as pretensões do time gaúcho, que ocupa o segundo lugar do Grupo 6, com três pontos, enquanto o San Lorenzo é o lanterna, com apenas um.

Assim, uma vitória nesta quarta pode deixar um dos adversários gremistas na chave em situação bastante complicada na Libertadores, com apenas um ponto em três rodadas. Além disso, pode servir como uma vingança para o algoz na sua última participação na Libertadores - em 2014, o Grêmio caiu nas oitavas de final para o futuro campeão San Lorenzo na disputa de pênaltis, em casa.

Para superar o San Lorenzo, o técnico Roger Machado deve optar pela escalação de Henrique Almeida no ataque, em substituição a Bolaños. Outra possibilidade seria a entrada de Everton, para que Luan ganhasse mais liberdade no setor ofensivo, mas o treinador deve mesmo optar por Henrique Almeida, repetindo a substituição realizada no Gre-Nal.

Roger fez mistério nesta terça ao levar para campo no treino somente os reservas, enquanto os titulares mais uma vez fizeram apenas um trabalho nos vestiários. Com isso, segue a dúvida sobre o substituto de Miller Bolaños.

Além disso, Wallace Oliveira, em recuperação de lesão muscular, volta a desfalcar o time gaúcho. E o jovem Wesley, de apenas 21 anos, deve ser mantido entre os titulares, a não ser que Roger opte pela improvisação de um volante - Kaio ou Ramiro - na posição.

Derrotado pela LDU na sua estreia na Libertadores e depois de só empatar com o Toluca em casa, o San Lorenzo precisa somar pontos em Porto Alegre para seguir vivo em um dos grupos mais complicados desta edição da Libertadores. Para o compromisso, o técnico Pablo Guede, sucessor de Edgardo Bauza, hoje no São Paulo, promoverá algumas mexidas no time, entre elas a entrada do lateral-esquerdo Emmanuel Más.

Além disso, o veterano meia Romagnoli vem perdendo espaço no time e deverá ficar apenas como opção no banco de reservas, ao contrário do lateral-direito Buffarini e do volante paraguaio Ortigoza, ambos alvos constantes do interesse de clubes brasileiros. Agora eles tentarão provar, mais uma vez, a razão dessa cobiça e evitar que o time volte a cair na fase de grupos da Libertadores, assim como ocorreu no ano passado.

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.

Mais em EsportesX