Divulgação
Divulgação

Grêmio mostra ritmo de jogo, bate Lajeadense e continua na liderança

Time comandado por Luiz Felipe Scolari alcança os 23 pontos

Estadão Conteúdo

22 Março 2015 | 20h45

O Grêmio recebeu o Lajeadense na Arena Grêmio neste domingo, pela 12ª rodada do Campeonato Gaúcho e não decepcionou os mais de 18 mil torcedores que prestigiaram a equipe. Com dois gols de Giuliano, a equipe de Luiz Felipe Scolari venceu e assumiu a liderança momentânea do Estadual com 23 pontos, já que o Inter tem 22 pontos e um jogo a menos na competição.

Para apagar as atuações inseguras das últimas rodadas, o Grêmio entrou em campo pressionando o adversário desde o início para conquistar uma vantagem que garantisse a segurança durante o duelo. E foi o time da casa que abriu o placar. Aos 25 minutos, Marcelo Oliveira avançou pela esquerda e cruzou rasteiro, na direção de Braian Rodríguez. O atacante dividiu com o goleiro Giovani, e Giuliano aproveitou o rebote, pela esquerda, para completar para as redes, em chute cruzado, abrindo o placar.

Com a vantagem, a equipe de Scolari mostrou que pode imprimir um ritmo rápido de jogo e sufocar a saída do adversário. Em mais um ataque bem trabalhado, Braian Rodríguez recebeu no meio-campo e desviou de cabeça para Giuliano. O meia avançou e tocou para Marcelo Oliveira, que chutou cruzado, da esquerda. Giovani espalmou para o lado e a bola sobrou para Giuliano, que, livre de marcação, finalizou para ampliar o placar.

Na volta do intervalo, os gremistas cadenciaram a partida e esperaram a saída do Lajeadense para abrir espaços na defesa adversária. Mas a equipe do interior conseguiu criar algumas oportunidades e assustar a defesa gremista com boas jogadas, que não resultaram em gol. O Grêmio conseguiu administrar bem a vantagem e confirmou mais três pontos no Estadual.

O time de Scolari encara na próxima quarta o Novo Hamburgo, fora de casa, pela 13ª rodada do Gaúcho.O Lajeadense, que está em nono lugar com 17 pontos, joga fora de casa contra o Ypiranga, também na quarta.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.