1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Grêmio promete monitorar torcidas rivais após ser punido

MARCIO DOLZAN E RONALD LINCOLN JR. - O Estado de S. Paulo

03 Setembro 2014 | 20h 45

Diretor de futebol do clube gaúcho, Rui Costa, lamentou a sentença e disse que exigirá punição igual em casos parecidos no futebol

O diretor de futebol do Grêmio, Rui Costa, mostrou-se revoltado com a decisão do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) de excluir o clube gaúcho da Copa do Brasil. Após o julgamento desta quarta-feira, ele lamentou a sentença e disse que, a partir de agora, o clube irá monitorar todas as torcidas para exigir punição igual.

"Vou amanhã mesmo mobilizar todo meu departamento que acompanha jogos para que monitorem todos os jogos do Campeonato Brasileiro a partir de agora, principalmente daqueles que estão na nossa frente. Porque o tribunal vai ter que ter o mesmo procedimento que teve com o Grêmio: todo clube que tiver, seja por quatro ou cinco torcedores, uma atitude racista, vai ter que ser excluído da competição", disse Costa.

Um dos advogados que atuaram na defesa do Grêmio, Michel Assef Filho, também apontou esse precedente. "A partir desta decisão a gente sabe que a atitude de um torcedor, de uma minoria, de um, dois ou três torcedores, pode causar a exclusão de um clube de uma competição. Eu acho isso muito sério", avaliou.

Fábio Motta/Estadão
Diretoria gremista cobra mesmo procedimento em outros casos

Rui Costa procurou ter cuidado nas palavras, mas disse que a repercussão do caso influenciou na decisão do STJD. "Passei sete anos neste tribunal e nunca vi os auditores celebrando uma decisão. Saíram comemorando, se abraçando. Acho algo lamentável", afirmou o dirigente.

"É uma situação revoltante. É muito duro ver os auditores com uma sanha como a gente viu, (defendendo que) ''a torcida do Grêmio é racista''. A torcida do Grêmio não é racista. Pelo que eu vi aqui hoje (quarta) o problema social está resolvido. Exclui o Grêmio de uma competição e está resolvido o problema do racismo do País", concluiu Costa.

Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo