Guarani derrota o Brasil-RS na estreia pela Série B com o Brinco de Ouro vazio

Time campineiro cumpriu punição e jogou com portões fechados

Estadao Conteudo

12 Maio 2017 | 23h06

Depois de ser vice-campeão da Série C no ano passado, o Guarani começou a Série B do Campeonato Brasileiro de forma positiva. Com bom futebol, venceu por 2 a 0 o Brasil, de Pelotas (RS), nesta sexta-feira, no estádio Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas (SP). Eliandro fez os dois gols, mas não pode comemorar com a torcida porque o estádio estava vazio. O time campineiro cumpriu uma punição do STJD pela confusão com o Boa na final da Série C e ainda tem mais uma partida com portões fechados para cumprir.

Esta vitória em casa é o primeiro passo rumo ao tão sonhado acesso à primeira divisão nacional. O Guarani não conseguiu se classificar para a segunda fase da Série A2 do Campeonato Paulista, mas tem a Série B como a esperança para salvar o ano. O Brasil-RS vive situação completamente oposta. Quase foi rebaixado no Campeonato Gaúcho e agora terá que se recuperar.

O time campineiro conseguiu abrir o placar logo aos sete minutos. Gilton apertou a marcação pelo lado esquerdo e, quando tentou afastar a bola, conseguiu arrumar um lançamento na medida para Eliandro. O atacante se desvencilhou da marcação, saiu em velocidade e bateu na saída do goleiro Eduardo Martini.

Não tinha torcida no estádio para festejar, é verdade, mas isso não quer dizer que não houve comemoração. Um grupo se mobilizou e soltou fogos em torno do Brinco de Ouro, para pelo menos registrar o primeiro gol do time na competição. Com a bola nos pés, o Guarani conseguia dominar completamente o adversário e chegou a criar mais uma oportunidade clara. Fumagalli levantou na área aos 40 minutos, mas Bruno Nazário desperdiçou, completamente sozinho.

Logo que a bola rolou no segundo tempo, o Guarani já conseguiu aumentar a vantagem no marcador. Bruno Nazário esperou a ultrapassagem de Fumagalli pela ponta direita e soltou com o camisa 10, que cruzou para Claudinho na grande área. O atacante pegou de primeira com o calcanhar e deixou Eliandro em posição de marcar. Ele driblou o marcador e bateu mascado, mas o goleiro Eduardo Martini já estava batido e viu ela tocar no fundo das redes, aos oito minutos.

Só aos 22 minutos é que surgiu a primeira grande oportunidade do Brasil-RS. Em uma cobrança de falta, houve o bate e rebate na grande área e a bola sobrar para Bruno Lopes. Ele pegou com a perna direita, por cima do goleiro Leandro Santos. Caído no gramado, ele conseguiu tirar com apenas uma perna, em uma das defesas mais difíceis da rodada.

O próximo jogo do Guarani será fora de casa, no Recife. O time viaja para o Nordeste para enfrentar o Santa Cruz no estádio do Arruda, às 16h30 do próximo dia 22, um sábado. O Brasil-RS tem menos tempo para trabalhar. Nesta terça-feira recebe o Londrina em Pelotas, às 19h15, no estádio Bento Freitas.

FICHA TÉCNICA

GUARANI - Leandro Santos; Lenon, Genilson, Jussani e Gilton (Bruno Souza); Auremir, Evandro, Bruno Nazário e Fumagalli (Juninho); Claudinho e Eliandro (Caíque). Técnico: Osvaldo Alvarez (Vadão).

BRASIL-RS - Eduardo Martini; Eder Sciola, Teco, Evaldo e Marlon; Leandro Leite, João Afonso, Nem (Elias) e Juninho (Rafinha); Bruno Lopes e Rodrigo Silva (Gustavo Papa). Técnico: Rogério Zimmermann.

GOLS - Eliandro, aos 7 minutos do primeiro tempo; Eliandro, aos 8 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Bruno Souza (Guarani); João Afonso (Brasil-RS).

ÁRBITRO - Alisson Sidnei Furtado (TO).

RENDA E PÚBLICO - Jogo com portões fechados.

LOCAL - Estádio Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas (SP).

Mais conteúdo sobre:
Futebol futebol Guarani

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.