Jason Cairnduff/Reuters
Jason Cairnduff/Reuters

Guardiola vê Napoli como 'desafio' e admite promover retorno de Agüero ao City

Pep Guardiola, classificou o time italiano, próximo rival do City, como um dos três melhores do continente

Estadão Conteúdo

16 Outubro 2017 | 17h58

Na véspera do confronto do Manchester City com o Napoli pela terceira rodada do Grupo F da Liga dos Campeões da Europa, no Etihad Stadium, em Manchester, o técnico da equipe inglesa, Pep Guardiola, classificou o time italiano como um dos três melhores do continente na atualidade e afirmou que vê o confronto como um 'desafio'.

+ Com dores no quadril, Pelé falta em lançamento de filme sobre sua vida

+ Alemanha goleia e pode ser rival do Brasil nas quartas do Sub-17

"Eles fazem muitas coisas boas e as fazem perfeitamente. Não é uma equipe que vá esperar (pelo adversário), eles (adversários) vão pressionar e sabem como criar o jogo muito bem. Seus três atacantes (Mertens, Insigne e Callejón) não recebem bolas longas e no meio têm jogadores que sabem ler o jogo muito bem. É fascinante para mim ter esse desafio de tentar vencê-los", elogiou o treinador em entrevista coletiva nesta segunda-feira.

Guardiola também revelou que existe a possibilidade de promover o retorno do meia Sérgio Agüero - que sofreu um acidente automobilístico na Holanda no fim do mês passado - ao time na partida contra a equipe italiana. O argentino ficou no banco de reservas na goleada por 7 a 2 sobre no Stoke City, no último sábado, pela oitava rodada do Campeonato Inglês.

"Dia após dia, ele está muito melhor. Ontem (domingo) fez uma excelente sessão de treinamentos. No dia anterior ao (jogo contra) Stoke, ele estava bem, mas não perfeito. Ontem ele estava realmente bem", afirmou o comandante espanhol.

City e Napoli são os atuais líderes dos seus respectivos campeonatos nacionais. Já nesta edição da principal competição de clubes da Europa, o time de Manchester está no topo isolado do Grupo F, com seis pontos conquistados após vitórias sobre Feyenoord e Shakhtar Donetsk. Já o time italiano ocupa a segunda colocação, com três pontos (foi derrotado pelo Shakhtar e venceu o Feyenoord).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.