David Davies/PA
David Davies/PA

Harry Kane recebe primeira convocação para seleção inglesa

Atacante de 21 anos já soma 26 gols na temporada

Estadão Conteúdo

19 Março 2015 | 11h09

A esperada ida de Harry Kane para a seleção inglesa se confirmou nesta quinta-feira. Principal destaque do Tottenham, e um dos principais do futebol do país, o jovem atacante de 21 anos recebeu sua primeira convocação para vestir as cores nacionais nas partidas contra a Lituânia, pelas Eliminatórias da Eurocopa de 2016, e a Itália, em amistoso.

O destaque de Kane na atual temporada do futebol inglês é tamanho que o técnico Roy Hodgson não poderia passar desapercebido. Ele já havia sido questionado sobre a ausência do atacante nas últimas listas, mas desta vez não poderia esquecer do jogador, eleito atleta do mês do campeonato nacional em janeiro e fevereiro.

E Kane chega para uma posição que há muito tempo dá dores de cabeça aos torcedores inglês, que se sentiam a ausência de um centroavante para fazer dupla com Wayne Rooney. O jogador deve fazer sua estreia na próxima sexta, diante dos lituanos, dia 27 de março, em Wembley, ou dos italianos, quatro dias depois, em Turim.

"É uma grande honra ser chamado para a seleção inglesa. Estou muito orgulhoso por mim e pela minha família", escreveu Kane em sua página no Twitter. "Todo país está realmente animado, sua ascensão tem sido fantástica. Desde que entrou no time do Tottenham, ele tem ido muito bem. Acho que seria uma surpresa muito maior se eu não tivesse convocado ele", disse Hodgson sobre o atacante.

Formado nas divisões de base do Tottenham, Kane já foi emprestado para quatro clubes de menor expressão e era dado como negociável novamente antes da atual temporada. Acabou ficando e, diante da má fase de nomes como Adebayor e Soldado, recebeu uma chance. A resposta foi imediata e o atacante não parou de fazer gols. Foram 26 em 42 jogos em 2014/2015. Só no Campeonato Inglês já são 16, atrás apenas de Diego Costa (18) e Agüero (17).

Além de Kane, chamado na vaga de Saido Berahino, e Rooney, o ataque da seleção inglesa conta também com Sturridge e Welbeck. Nas outras posições, o técnico Roy Hodgson foi mais conservador e não promoveu grandes novidades.

Confira a convocação da seleção inglesa:

Goleiros: Fraser Forster (Southampton), Joe Hart (Manchester City)

Defensores: Leighton Baines (Everton), Gary Cahill (Chelsea), Nathaniel Clyne (Southampton), Kieran Gibbs (Arsenal), Phil Jagielka (Everton), Phil Jones (Manchester United), Luke Shaw (Manchester United), Chris Smalling (Manchester United), Kyle Walker (Tottenham)

Meio-campistas: Ross Barkley (Everton), Michael Carrick (Manchester United), Fabian Delph (Aston Villa), Jordan Henderson (Liverpool), Adam Lallana (Liverpool), James Milner (Manchester City), Raheem Sterling (Liverpool), Andros Townsend (Tottenham), Theo Walcott (Arsenal)

Atacantes: Harry Kane (Tottenham), Wayne Rooney (Manchester United), Daniel Sturridge (Liverpool), Danny Welbeck (Arsenal).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.