1. Usuário
Assine o Estadão
assine
Copa 2014

Henrique crê em polivalência para ser plano B de Felipão

LEANDRO SILVEIRA - Agência Estado

11 Junho 2014 | 10h 42

Henrique foi o último nome a ser definido por Luiz Felipe Scolari para a lista de convocados da seleção brasileira para a Copa do Mundo, como foi revelado pelo próprio treinador, mas pode ganhar uma chance muito antes do que se esperava. Afinal, foi testado como volante em coletivo realizado na última segunda-feira na Granja Comary, em Teresópolis, confirmando declaração do treinador, de que o atual jogador do italiano Napoli é um dos seus planos B para o time.

O jogador lembra que Felipão o utilizou como volante pela primeira vez nas semifinais da Copa do Brasil de 2012, entre Palmeiras e Grêmio. E ele garante estar pronto para desempenhar essa tarefa novamente. "Na base, joguei muito de volante e também com três zagueiros. Gostava muito de sair de trás. Até mesmo no Palmeiras. O Felipão nem teste fez, já me colocou de volante em uma semifinal com o Grêmio. Acabei ficando, joguei muito tempo com ele assim. Onde puder ajudar a equipe, está tranquilo", disse à CBF TV.

Para chegar à Copa, Henrique venceu a concorrência de outros zagueiros, como Miranda e Marquinhos. E ele destacou que a sua polivalência e o relacionamento antigo com Felipão devem ter influenciado a decisão do treinador.

"Acho que os concorrentes eram de alto nível. No tempo em que trabalhei com Felipão no Palmeiras, por um ano e meio, ele me conheceu melhor. Pode ter pesado na escolha. Também pela Copa ser curta, com jogos em sequência, e eu posso ser volante e lateral", afirmou.

E Henrique comentou que também já atuou como lateral-direito no Napoli, aumentando a sua polivalência. "Fiz algumas partidas de lateral-direito no Napoli, depois que o titular machucou. Disse ao treinador que só tinha jogado uma vez. Fiz quatro ou cinco partidas, incluindo a final da Copa da Itália", explicou Henrique, esperançoso em ser o plano B de Felipão na Copa.

Copa 2014