Mailson Santana/Fluminense FC
Mailson Santana/Fluminense FC

Henrique Dourado fala em tom de adeus e avisa: 'Minha vontade é sair'

Na mira do Corinthians, atacante desabafa depois de derrota do Fluminense para o PSV na Florida Cup

O Estado de S.Paulo

13 Janeiro 2018 | 00h38

Na noite em que o Fluminense empatou com o PSV Eindhoven por 1 a 1 e foi derrotado nos pênaltis, pela Florida Cup, o atacante Henrique Dourado fez um desabafo e confirmou que pediu ao presidente do clube, Pedro Abad, para ser liberado para o Corinthians.

+ Após Justiça o liberar do Fluminense, Scarpa tem rescisão publicada no BID

"A minha vontade, neste momento, é sair. Não vou falar os motivos agora, mas todos vão saber em breve", afirmou o atacante, ao final do jogo. "Passei isso para o presidente, para o Abel (Braga) e espero que isso se resolva rapidamente", completou.

Dourado não quis explicar o que exatamente aconteceu para ele desejar de ir embora, mas o Fluminense tem atrasado os salários dos jogadores. Além disso, o atacante não teria concordado como o jeito que alguns jogadores, como o goleiro Diego Cavalieri e o zagueiro Henrique foram dispensados.

"É chato ficar falando, mas passamos algumas coisas aqui e não quero mais passar por isso", disse Dourado, que ficou em campo até os 26 minutos do segundo tempo, quando foi substituído por Pedro.

Antes da saída do atacante, o Fluminense perdia por 1 a 0. Lammers, aos 41 minutos do primeiro tempo, abriu o placar para o PSV. O empate da equipe brasileiro saiu apenas aos 47 minutos, quando Robinho fez um belo gol.

Pelo regulamento da Florida Cup, o empate levou o jogo para os pênaltis. O PSV foi perfeito nas cobranças, enquanto Romarinho desperdiçou pelo Fluminense. Com isso, os holandeses somaram dois pontos e os brasileiros apenas um.

O próximo compromisso do Fluminense na Florida Cup será na segunda-feira, contra o Barcelona de Guayaquil, do Equador.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.