Miguel Medina/ AFP
Miguel Medina/ AFP

Higuaín marca no fim e evita derrota da Juventus para o Torino

Empate frustra os planos do líder do campeonato, que poderia comemorar o título com antecedência

Estadao Conteudo

06 Maio 2017 | 18h22

O argentino Gonzalo Higuaín salvou a Juventus da derrota no clássico regional contra o Torino, disputado neste sábado na Juventus Arena, em Turim, em jogo válido pela 35ª rodada do Campeonato Italiano. O atacante igualou o marcador da partida em 1 a 1 nos acréscimos do segundo tempo.

Ainda assim, o empate frustrou os torcedores da líder do campeonato, que tinha a oportunidade de comemorar o título da competição nacional com três rodadas de antecedência ainda neste fim de semana. Para garantir a taça, mesmo vencendo, a Juventus ainda dependeria de derrota da Roma no domingo.

Agora, a Juventus chegou aos 85 pontos, dez à frente da equipe romanista, que joga contra o Milan, no San Siro, neste domingo. O Napoli, que venceu o Cagliari neste sábado e chegou aos 77 pontos, também tem chances de ser campeão e assumiu, mesmo que provisoriamente, o segundo lugar.

O primeiro tempo do duelo entre os rivais de Turim foi morno. As duas equipes não demonstraram grande disposição para abrir o placar. A Juventus teve duas boas chances. Aos 14 minutos, Stefano Sturaro cabeceou na trave da meta defendida pelo goleiro Joe Hart. A bola bateu quase na risca do gol. Aos 42, o argentino Dybala tabelou com Mandzukic e bateu de canhota, mas a bola explodiu no peito do goleiro do Torino.

Na segunda etapa, as equipes voltaram mais dispostas a vencer a partida. Mas foi o Torino quem surpreendeu. Aos seis minutos, o sérvio Adem Ljajic bateu falta no ângulo e colocou o time grená à frente no placar. Aos 13 minutos, Afriyie Acquah recebeu o segundo cartão amarelo por uma entrada perigosa e deixou o Torino com um jogador a menos em campo.

Após tomar o gol - e com um jogador a mais -, a Juventus passou a pressionar o adversário em busca do empate. Aos 28, o venezuelano Tomás Rincón cabeceou para o chão, mas a bola saiu caprichosamente para a linha de fundo.

O alemão Khedira teve outra grande chance para igualar o placar, aos 23 minutos. O meio-campista recebeu sozinho no meio da área, mas bateu muito alto. Bonucci, aos 33, escorou um cruzamento vindo da direita e quase empatou, mas a bola parou nas mãos de Hart.

A salvação veio aos 46 minutos do segundo tempo pelos pés do artilheiro Gonzalo Higuaín. O argentino dominou uma bola na entrada da área e bate cruzado, acertando o canto do goleiro inglês Joe Hart: 1 a 1.

A Juventus, que não perdia pontos em seu estádio desde 2015 pelo Campeonato Italiano (33 partidas), volta a campo pelo torneio nacional no próximo fim de semana - dia 14 - para enfrentar a Roma, na capital italiana, no jogo que deverá definir o título.

Antes, no entanto, o time de Turim terá pela frente a segunda partida da semifinal da Liga dos Campeões da Europa contra o Monaco. Mas jogará em casa na próxima terça-feira e com a vantagem de ter vencido por 2 a 0 em Montecarlo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.