Tony Gutierrez/AP
Tony Gutierrez/AP

Hope Solo diz que foi vítima de abuso sexual de Blatter em festa da Fifa

Ex-goleira da seleção dos EUA revela que o então presidente da entidade apalpou seu bumbum

Estadão Conteúdo

10 Novembro 2017 | 21h50

Hope Solo, ex-goleira da seleção norte-americana de futebol, denunciou ter sido vítima de abuso sexual por parte de Joseph Blatter, ex-presidente da Fifa, durante a cerimônia de entrega do prêmio Bola de Ouro de 2013, então na festa de gala na qual o português Cristiano Ronaldo foi eleito o melhor jogador do mundo daquele ano.

+ COI lança manual de conduta para proteção de atletas em casos de assédio e abuso

Em entrevista publicada nesta sexta-feira pelo diário português Expresso, Solo afirmou que Blatter apalpou seu bumbum pouco antes dos dois aparecerem juntos no palco da cerimônia realizada no início do ano de 2014.

Procurada pela agência de notícias The Associated Press, uma representante de Solo confirmou que as informações publicadas pelo jornal português estão corretas e que a ex-goleira da seleção dos Estados Unidos não dará mais declarações a respeito do assunto.

De acordo com o relato de Solo, o incidente de abuso sexual aconteceu justamente antes de ela entregar a Abby Wambach, então sua companheira de seleção, o troféu de melhor jogadora do ano de 2013.

Blatter não foi encontrado pela reportagem da The Associated Press para comentar o suposto episódio, mas o polêmico dirigente afirmou ao jornal britânico The Guardian que a denúncia de Solo é uma "acusação ridícula".

Em sua carreira com a seleção dos EUA, Solo disputou 202 jogos, conquistou o Mundial de 2015 e duas medalhas de ouro olímpicas no futebol feminino. Ela se aposentou do time nacional após a Olimpíada de 2016, no Rio de Janeiro, onde as norte-americanas foram eliminadas pela Suécia nas quartas de final.

Mais conteúdo sobre:
Joseph Blatter Bola de Ouro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.