1. Usuário
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail

Humilde, Neymar diz que é uma honra dividir palco com Messi e CR7

- Atualizado: 11 Janeiro 2016 | 15h 03

Brasileiro foi indicado pela primeira vez à final da Bola de Ouro

Messi, Neymar e Cristiano participaram de uma entrevista coletiva horas antes da entrega da Bola de Ouro da Fifa na tarde desta segunda-feira em Zurique, na Suiça. Responsável por levar o Brasil à final do prêmio pela primeira vez em oito anos, Neymar adotou um discurso humilde na disputa com seus adversários.

“Não sei se me considero no nível deles. São dois ídolos e quando você se coloca ao lado dos dois como melhor do mundo já é uma vitória. São dois caras que admiro muito. Desde pequeno eu os vejo jogar e estar dividindo o palco com eles hoje é uma grande honra. Quero estar sempre melhorando, não quero ser melhor que ninguém. Só melhor do que eu mesmo”, declarou o atacante.

Neymar durante entrevista coletiva antes a entrega do Prêmio Bola de Ouro da Fifa

Neymar durante entrevista coletiva antes a entrega do Prêmio Bola de Ouro da Fifa

Em sua primeira participação entre os indicados para a Bola de Ouro, Neymar se mostrou descontraído e até fez brincadeiras durante a entrevista. Em uma pergunta dirigida a Messi e Cristiano Ronaldo sobre as características do rival que gostaria de ter, o brasileiro se intrometeu e respondeu em tom informal. "Eu fico com a perna esquerda do Messi e direita do Ronaldo, pode ser?", brincou. 

O atacante ressaltou que se sente satisfeito pelas conquistas com o Barcelona. Na temporada 2014/2015, foram cinco títulos conquistados, entre eles, a Liga dos Campeões. No torneio, Neymar foi artilheiro ao lado dos dois competidores no prêmo da Fifa. "Fico feliz pelas marcas que venho alcançando, pelos jogos, pelos gols que tenho feito. Agradeço aos companheiros que jogam comigo. Cada um traça sua história, suas metas, tanto Ronaldo quanto Leo fizeram histórias e continuam fazendo. É mérito de cada um estar aqui e ser o que são", avaliou o atacante.

O brasileiro Neymar, o argentino Leo Messi e o português Cristiano Ronaldo antes do prêmio Bola de Ouro da Fifa

O brasileiro Neymar, o argentino Leo Messi e o português Cristiano Ronaldo antes do prêmio Bola de Ouro da Fifa

Na entrevista, Messi elogiou o companheiro de Barcelona, mas evitou comparações quando questionado se Neymar seria seu sucessor no clube catalão.

"Ninguém tem que me suceder. Neymar será o que é, um grande talento. Tem tudo para ser o que quiser, depende dele mesmo. Tem todas as condições. Além de ser um grande jogador, é uma grande pessoa", comentou Messi.

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.

Mais em EsportesX