1. Usuário
Assine o Estadão
assine
Copa 2014

Ingressos em nome de filho do vice-presidente da Fifa são encontrados com cambistas

Jamil Chade - O Estado de S. Paulo

04 Julho 2014 | 10h 39

Jornalista argentino tem acesso a entradas em nome de Humberto Mario Grondona, filho de Julio Grondona, cartola da entidade

Ingressos descobertos nas mãos de cambistas estavam em nome do filho do vice-presidente da Fifa e responsável pelo departamento de Finanças da entidade, o argentino Julio Grondona.

A revelação é do jornalista argentino, Andrés Burgo, que obteve um dos ingressos em nome de Humberto Mario Grondona. O ingresso era válido para o confronto entre Argentina e Suíça. Em sua defesa, Humberto Grondona explicou como seu ingresso teria chegado às mãos dos cambistas. Mas admitiu ao canal TyC Sports que vendeu entradas.

"Eu sou instrutor da Fifa e tenho quatro entradas para o primeiro jogo, quatro para o segundo, quatro para o terceiro, quatro para as oitavas, quatro para as quartas, duas para as semifinais e duas para a final e comprei todas por mais de 9 mil dólares. Tenho um amigo, que é muito conhecido na Argentina, que queria vir e vendi a ele alguns ingressos. Ele, por sua vez, deu ingressos a outro amigo. Agora, o que fizeram com as entradas, eu não sei", disse Humberto.

Questionado sobre quem seria o amigo que comprou dele as entradas, o argentino se recusou a dizer. "Não posso dizer quem é", afirmou. Mas atacou. "Mas vocês acham que eu poderia me sujar por 220 dólares. De onde aparecem esses ingressos? A verdade, querido, de onde surgiram essas entradas, eu não sei. Eu atuo de boa fé", afirmou.

A polícia do Rio desvendou uma rede de cambistas que tinham relações com pessoas de dentro da Fifa e da Match, a empresa que tem direitos exclusivos para a venda de pacotes de luxo.

RESPONSÁVEL

A Fifa se recusou a responsabilizar Grondona ou seu filhos. "O fato de o nome de uma pessoa aparecer não significa que ele esteja envolvido", declarou Delia Fischer, porta-voz da Fifa. "Não significam que sejam responsabilizados. Todos os que violaram as leis serão sancionados. Temos uma posição dura. Mas não vamos comentar enquanto a investigação está ocorrendo", disse. 

"Não vamos tirar conclusões rápidas ou baseados em rumores. Os ingressos para os próximos jogos serão avaliados. Todos os ingressos são rastreáveis. Podemos analisar o chip e avaliar quem era a fonte", garantiu.  

No total, a Fifa pediu a prisão já de 30 cambistas que estavam agindo no Brasil. Mas se recusou a dizer se pedirá que a polícia detenha Humberto Grondona, assim como fez em diversos casos.

Pelas regras, os ingressos em nome de um cartola podem ser cancelados. Se a Argentina for para uma final, pelo menos em tese, Grondona poderia ter seus ingressos anulados. 

VERDADEIRO

A Fifa comprovou que os ingressos mostrados pela polícia e aprendidos com cambistas são "verdadeiros". Ontem, uma reunião entre a entidade e as autoridades foi realizada no Rio de Janeiro e a veracidade foi comprovada, ainda que a Fifa ainda se recusa publicamente a admitir isso.

"A Fifa comprovou que os ingressos não são falsos", declarou ao Estado o delegado Fabio Barucke,  que liderou o caso. "Eu levei a eles alguns ingressos e, hoje, a Fifa vai avaliar os demais", explicou. Fischer admitiu que a Fifa vai examinar hoje a procedência dos ingressos e garantiu que vai punir todos os responsáveis. 

Copa 2014