1. Usuário
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail

Inter de Milão contrata brasileiro naturalizado italiano da Sampdoria

- Atualizado: 29 Janeiro 2016 | 14h 19

Atacante Eder, de 29 anos, estava na Sampdoria

A Inter de Milão anunciou nesta sexta-feira a contratação do atacante Eder, de 29 anos, que estava na Sampdoria. O jogador nascido no Brasil e naturalizado italiano, inclusive com passagens pela seleção local, assinou com o time milanês nesta reta final de janela para transferências da Europa.

"Estou muito feliz por estar aqui. Eu trabalhei duro por anos para jogar por um grande clube como a Inter", disse Eder ao site oficial do clube. Ele assinou contrato de empréstimo por duas temporadas, que será transformado em um vínculo permanente e renovado automaticamente por mais dois anos e meio se algumas condições, não reveladas, forem cumpridas.

Eder, brasileiro que atua na seleção da Itália, foi emprestado a Inter de Milão
Eder, brasileiro que atua na seleção da Itália, foi emprestado a Inter de Milão

Revelado pelo Criciúma, Eder foi cedo para a Itália, onde rodou por Empoli, Frosinone, Brescia e Cesena antes de chegar à Sampdoria. No time de Gênova, finalmente se destacou e passou a ser presença constante nas convocações para a seleção italiana, pela qual inclusive marcou em sua estreia, no ano passado. Atualmente, é o vice-artilheiro do campeonato nacional, com 12 gols, nove atrás de Higuaín.

"Nós estamos muito felizes por dar as boas-vindas ao Eder no clube. Ele é um jogador de primeira linha com experiência internacional. Ele vai nos dar uma nova dimensão para nosso jogo e representa outra opção para Roberto Mancini", disse o CEO da Inter, Michael Bolingbroke.

Eder deve defender a Itália na próxima Eurocopa, este ano, na França, mas para isso terá que buscar seu espaço na Inter. Ele lutará por uma vaga no ataque com nomes de peso, como Palacio, Icardi, Jovetic, entre outros.

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.

Mais em EsportesX