Interesse do Milan em Ronaldinho esfria; Flamini deve assinar

Ronaldinho Gaúcho não é necessário no Milan, declarou neste domingo Silvio Berlusconi, dono do clube, mas o meio-campista do Arsenal, Mathieu Flamini, deve assinar com a equipe na segunda-feira. O Milan havia chegado a um acordo com o agente de Ronaldinho, mas disse que o valor de 62 milhões de dólares cobrado pelo Barcelona pelo brasileiro é muito alto. As negociações por Ronaldinho se intensificaram durante a recente campanha eleitoral de Berlusconi, da qual ele saiu vencedor e será primeiro-ministro da Itália pela terceira vez, mas o interesse do Milan pelo jogador esfriou. "Eu sempre tive dúvidas se Ronaldinho é realmente necessário. No momento, eu realmente penso que nós não precisamos dele", disse Berlusconi a repórteres ao deixar o estádio San Siro, após a vitória do Milan por 2 x 1 em cima do rival Inter. A vitória colocou o Milan em quarto lugar no Campeonato Italiano, a última posição que garante uma vaga na Liga dos Campeões, e significa que a Inter terá de esperar mais uma semana por um resultado positivo que lhe dará o terceiro título italiano consecutivo. Flamini, que em breve terá seu contrato com Arsenal encerrado e que também está sendo cortejado pela Juventus, chega a Milão no final deste domingo. "Se ele passar pelos exames médicos, amanhã ele será um jogador do Milan. Jogadores querem vir para o Milan, sobre isso, não há dúvida", afirmou Adriano Galliani, presidente do clube, aos repórteres.

REUTERS

04 Maio 2008 | 15h22

Mais conteúdo sobre:
ITALIANO MILAN RONALDINHO

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.