1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Interino aposta em Luiz Felipe Scolari após derrota do Grêmio

Estadão Conteúdo

03 Agosto 2014 | 10h 29

André Jardine acredita que com Felipão as coisas vão dar certo 

Depois de sofrer sua segunda derrota seguida no Brasileirão, o Grêmio se apegou à figura de Luiz Felipe Scolari para tranquilizar a torcida e recuperar a confiança na sequência do campeonato. Felipão foi anunciado como novo treinador do time na terça-feira, mas só assumirá o cargo nesta segunda.

"Com o Felipe, as coisas vão começar a dar certo", prometee o interino do Grêmio, André Jardine, após a derrota de virada para o Vitória, por 2 a 1, na noite de sábado. "Acho que o Felipe gostou mais do que não gostou. Espero que reconheça o esforça que o grupo todo teve".

Sem esconder o incômodo pelo resultado em Salvador, Jardine acredita que Felipão é o nome certo para acertar os detalhes que tiraram a vitória do Grêmio nos últimos dois jogos - na rodada passada, a derrota para o Coritiba também foi de virada.

Lucas Uebel/Divulgação
Técnico começa trabalhos efetivamente na próxima segunda-feira

"O Felipe é um dos técnicos mais vencedores do futebol brasileiro e vai conseguir fazer este time reagir. Eu acredito que este grupo ainda pode brigar por uma vaga na Libertadores e quem sabe até pelo título nacional", aposta o interino, que fará parte da nova comissão técnica gremista.

"Acho que o Felipe gostou do que viu. A única coisa que não gostou no segundo tempo foi de ter recuado. A nossa linha da defesa tem que se sentir confiante. Estamos em um momento de transição. Mas houve indignação [com a derrota]", diz Jardine, referindo-se à postura dos jogadores quanto ao próprio desempenho da equipe.

Já o diretor de futebol do Grêmio, Rui Costa, mostrou indignação com a arbitragem de Sandro Meira Ricci. Para ele, o juiz errou no lance dos dois gols do Vitória. "Se o juiz não erra em dois lances capitais, o Grêmio sairia daqui com uma vitória. Os erros do árbitro foram decisivos", reclamou.