1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Copa 2014

Jackson Martínez garante Colômbia ofensiva em Brasília

AE - Agência Estado

16 Junho 2014 | 19h 25

Depois da vitória do último sábado por 3 a 0 sobre a Grécia, no Mineirão, a seleção da Colômbia enfrentará nesta quinta-feira os africanos da Costa do Marfim, em duelo que pode deixar o vencedor muito próximo das oitavas de final. O segredo para um novo resultado positivo dos sul-americanos será utilizar a velocidade e exercer uma forte pressão sobre os marfinenses, de acordo com a análise do atacante colombiano Jackson Martínez.

O jogador do Porto destacou a vocação ofensiva da Colômbia e disse que a equipe "nunca entrará em campo para se defender". "Neste Mundial, o jogo é mais ofensivo do que tático", afirmou o atleta. Para Jackson Martínez, seria essencial que os colombianos saíssem na frente do placar no duelo que será realizado em Brasília.

O atacante colombiano ressalta a força física da defesa marfinense e a experiência do elenco africano como principais qualidades do próximo adversário da Colômbia. "Costa do Marfim é uma ótima seleção, com atletas que atuam em grandes times. Eles mostraram contra o Japão que não podemos lhes dar espaço", afirmou.

Jackson Martínez destacou o também atacante Didier Drogba como principal atleta da seleção marfinense e disse que, apesar de já se encontrar com 36 anos, o atleta continua sendo "o líder de Costa do Marfim em campo". "Todos sabem de sua qualidade e de tudo que fez na carreira. Drogba é fundamental para Costa do Marfim", analisou o jogador colombiano.

No jogo deste sábado, Martínez só entrou em campo aos 30 minutos do segundo tempo no lugar de Teófilo Gutiérrez, autor de um gol na partida. Sem saber se estará entre os titulares no jogo contra Costa do Marfim, o atleta do Porto disse "pensar primeiro no benefício coletivo antes do individual". "O técnico (José Pekerman) sabe as qualidades e o momento de escalar cada jogador. Estou preparado para fazer meu trabalho quando confiarem em mim".

Copa 2014