Jair aprova atuação no Equador, mas lamenta chances perdidas pelo Botafogo

Partida contra o Barcelona de Guayaquil termina empatada por 1 a 1

Estadao Conteudo

21 Abril 2017 | 12h14

Um pênalti desperdiçado, bola na trave e inúmeras chances perdidas. Esse foi o retrato da atuação do Botafogo nesta quinta-feira, no Equador, pela Copa Libertadores, em partida contra o Barcelona de Guayaquil que terminou empatada por 1 a 1.

O resultado manteve o time brasileiro na liderança do Grupo 1 e se somou à boa atuação contra o Atlético Nacional na partida anterior da competição, na Colômbia, vencida pelo Botafogo. Ainda assim, o técnico Jair Ventura não escondeu uma pequena decepção com o resultado desta quinta-feira.

"Fizemos dois jogos fora e voltamos com quatro pontos. Claro que não é ruim. Mas, pelo que jogamos, fica aquela dor", comentou o treinador, lamentando a grande chance perdida de conquistar três pontos no Equador.

Embora tenha elogiado a atuação do time, Jair ponderou que o Botafogo não pode desperdiçar tantas oportunidades. "Tivemos muitas chances e não fizemos o gol. Jogamos bem e não vencemos", avaliou. "No jogo, o melhor da partida foi o goleiro deles. Não precisa falar mais nada."

O empate, ainda assim, deixou o Botafogo na liderança da chave com sete pontos, os mesmos do Barcelona de Guayaquil e quatro a mais do que o Estudiantes. Já o Atlético Nacional, atual campeão da Libertadores, ainda não somou nenhum ponto.

Mais conteúdo sobre:
futebol Botafogo Libertadores

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.