Assine o Estadão
assine

Esportes

futebol

Joel e Kardec marcam, e San-São desfalcado acaba empatado na Vila

Com pouco público, Santos e São Paulo fizeram clássico morno

0

Gonçalo Junior,
Estadão Conteúdo

27 Março 2016 | 21h13

Em um clássico com tantos desfalques, os coadjuvantes teriam a chance esperada de brilhar. Em um jogo morno, que pôde ser chamado de clássico neste domingo apenas pela história do confronto, os atacantes Joel e Alan Kardec foram os autores dos gols do Santos e do São Paulo no empate por 1 a 1, na Vila Belmiro, e mostraram que merecem espaço.

Joel tem um caminho mais duro a percorrer por ser o reserva de Ricardo Oliveira. Quando o técnico Dorival Junior explicava como montar o time santista com cinco desfalques para o clássico, ele dizia que não tinha grandes preocupações com o ataque porque confiava muito em Joel, substituto de Ricardo Oliveira. O voto de confiança foi, na verdade, uma profecia.

O gol feito pelo reserva poderia ser assinado tranquilamente pelo camisa 9 titular. Aos 13 minutos, ele deu um drible seco em cima de Maicon e chutou firme no alto. Quando dominou, já sabia o que ia fazer, deixando o experiente marcador e o goleiro na saudade.

Esse tento representa a continuidade de uma longa supremacia do Santos em cima do São Paulo na Vila Belmiro. O São Paulo não vence no alçapão santista desde 2009, sendo que de lá para cá já são 11 jogos. Foi importante também para o retrospecto pessoal de Dorival Júnior, que não perdeu jogos na Vila desde que voltou a dirigir o clube.

pesar do gol de Joel, o empate conquistado pelo São Paulo fez o Santos ficar mais distante do Corinthians na briga pela melhor campanha na classificação geral - tem 23 pontos, contra 29 dos corintiano. Para completar, o Santos perdeu a liderança do Grupo A para o São Bento, que tem os mesmos 23 pontos e está na ponta por possuir melhor saldo de gols. Já o São Paulo se manteve na liderança do Grupo C, agora com 18 pontos.

Depois de ter sido titular no ano passado, Alan Kardec luta para reconquistar seu espaço no São Paulo. Ele acabou preterido pelo badalado Jonathan Calleri no início do ano, pois o metódico Edgardo Bauza não imaginava inicialmente uma equipe com dois centroavantes. Nos últimos jogos, no entanto, o camisa 14 está fazendo o técnico rever seus conceitos. Na vitória sobre o Botafogo, na última quinta-feira, ele já havia ido bem. Neste domingo, mesmo sendo o reserva de um time remendado, entrou e deu força ofensiva para o gol salvador no final do jogo.

Kardec fez um gol com sua especialidade: o jogo aéreo. Após cobrança de escanteio, ele cabeceou para o chão, coisa de quem sabe, sem dar chances de defesa para o goleiro Vanderlei. Isso aos 37 minutos da etapa final, quando a equipe já perdia as forças para o empate.

Os desfalques obviamente pesaram na qualidade técnica do jogo. O Santos só conseguiu ser Santos mesmo em um lance quando Caju lançou Joel na área, mas o camaronês - sempre ele - não alcançou. Isso foi aos 30 minutos do primeiro tempo. Nesse lance, o time santista chegou ao ataque em três toques, mais ou menos como havia feito diante do Corinthians, na vitória por 2 a 0.

O Santos criou pouco porque ficou preso na marcação do São Paulo. Com três volantes, a equipe tricolor protegeu os zagueiros e deixou claro que não seria nada mal um empate. Kardec, por sua vez, cumpriu a sua meta.

Depois do empate no clássico, o Santos voltará a campo na quinta-feira, contra a Ferroviária, às 21h30, novamente na Vila Belmiro. Já o São Paulo atuará na quarta diante do Linense, às 19h30, em Lins.

FICHA TÉCNICA

SANTOS 1 X 1 SÃO PAULO

SANTOS

Vanderlei; Victor Ferraz, Gustavo Henrique, Lucas Veríssimo e Caju; Renato (Alison), Léo Cittadini (Serginho), Rafael Longuine e Vitor Bueno (Neto Berola); Paulinho e Joel. Técnico: Dorival Junior

SÃO PAULO

Denis; Bruno, Lugano, Maicon e Carlinhos; João Schmidt, Hudson, Thiago Mendes (Kelvin), Daniel (Alan Kardec) e Centuríon (Lucas Fernandes); Calleri. Técnico: Edgardo Bauza.

GOLS

Joel, aos 13, e Alan Kardec, aos 37 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO

Marcelo Aparecido Ribeiro Souza.

CARTÕES AMARELOS

Neto Berola e Lucas Fernandes.

PÚBLICO

6.239 pagantes.

RENDA

R$ 171.980,00.

LOCAL

Vila Belmiro, em Santos (SP).

Comentários