Jogador de futebol deixa a prisão

O lateral esquerdo do Santo André, Carlos Roberto, foi libertado nesta quinta-feira, em Itirapina, região de Bauru, depois que seus advogados conseguiram um habeas-corpus impetrado no Superior Tribunal de Justiça, em Brasília. O jogador estava preso desde maio do ano passado por decisão da Justiça de Campinas, acusado de integrar uma quadrilha de receptadores. O jogador - que se diz inocente - mantinha na época da prisão um contrato com o Santo André, que disputava o Campeonato Paulista da Série A-2. A decisão do STJ foi unânime. Os ministros entenderam que não havia motivo para o juiz da 4ª Vara Criminal de Campinas, Caio Ventosa Chaves, manter a prisão preventiva do jogador. Perto de completar 34 anos, Carlos Roberto jogou em vários times do Brasil, como Corinthians, Portuguesa, Coritiba, União de Araras, América-RN, Botafogo de Ribeirão Preto, Matonense, entre outros. Ele deve ser aproveitado ainda nesta temporada no próprio Santo André, a pedido do técnico Luiz Carlos Ferreira que, ano passado, pagou do próprio bolso despesas com os advogados. "Assim que ele estiver em condições, entra no meu time", comemorou o técnico.

Agencia Estado,

07 Março 2002 | 16h23

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.