1. Usuário
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail

Jogadores do Palmeiras admitem que precisam 'acordar'

- Atualizado: 20 Março 2016 | 23h 09

Equipe está em situação difícil na Libertadores e soma derrotas no Paulista

Os jogadores do Palmeiras mais uma vez deixaram o gramado tendo que explicar um resultado negativo e, principalmente, a má atuação em campo na derrota por 2 a 1 para o Audax, neste domingo, em Osasco, pelo Campeonato Paulista. O zagueiro Edu Dracena não deixou esconder a preocupação, pois, embora o time ainda seja líder do seu grupo no Campeonato Paulista, não tem demonstrado qualquer evolução mesmo com a mudança de técnico - Cuca acumulou sua segunda derrota após substituir Marcelo Oliveira. Já o atacante Erik resumiu bem o pensamento do grupo e de boa parte dos torcedores palmeirenses.

"Não conseguimos jogar. No futebol, não pode se errar tanto e a gente precisa acordar o mais rápido possível", disse o atacante, que entrou no segundo tempo no lugar de Gabriel Jesus. O volante Gabriel seguiu o mesmo discurso do companheiro. "Melhorou, mas temos que jogar mais ainda. Não dá para jogar deste jeito sempre", afirmou.

Já Edu Dracena destaca a necessidade de o elenco palmeirense encarar a situação de frente. "Quando você perde do jeito que a gente perdeu, fica um sentimento de tristeza. Jogar no Palmeiras a gente tem que conviver com vitórias, mas acho que é nessas situações que a gente vê quem é quem. Temos que reconhecer que o momento não é bom, para aí sim, tentar melhorar", disse o zagueiro palmeirense, que admitiu não saber o que dá para ser feito no momento. "Difícil falar. Se a gente soubesse, faríamos. A gente está querendo, mas estamos indo muito mais na vontade do que na técnica. Temos que parar e repensar as coisas", pediu.

Gabriel Jesus, do Palmeiras, ainda não conseguiu mostrar bom futebol em 2016

Gabriel Jesus, do Palmeiras, ainda não conseguiu mostrar bom futebol em 2016

Apesar da derrota, o Palmeiras se manteve na liderança do Grupo B do Paulistão, com 15 pontos, algo que fez Dudu minimizar o peso das últimas derrotas. "A torcida está no direito dela de reclamar, pois pagar ingresso e lota o estádio. Apesar do resultado, ainda somos líderes. Agora é continuar trabalhando que essa fase uma hora vai passar. O time não foi bem e corremos atrás no segundo tempo", analisou.

 

O Palmeiras volta a campo na quinta-feira, para enfrentar o Red Bull Brasil, no estádio do Pacaembu. Para essa partida, o técnico Cuca já sabe que terá três desfalques. Lucas Barrios estará com a seleção paraguaia que disputa as Eliminatórias da Copa de 2018 e o volante Matheus Sales e o atacante Gabriel Jesus estarão com a seleção olímpica para dois amistosos.

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.

Mais em EsportesX