Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Esportes

Esportes » Jogadores do Palmeiras admitem que precisam 'acordar'

Futebol

Divulgação/Palmeiras

Esportes

Palmeiras

Jogadores do Palmeiras admitem que precisam 'acordar'

Equipe está em situação difícil na Libertadores e soma derrotas no Paulista

0

Daniel Batista,
Estadão Conteúdo

20 Março 2016 | 22h42

Os jogadores do Palmeiras mais uma vez deixaram o gramado tendo que explicar um resultado negativo e, principalmente, a má atuação em campo na derrota por 2 a 1 para o Audax, neste domingo, em Osasco, pelo Campeonato Paulista. O zagueiro Edu Dracena não deixou esconder a preocupação, pois, embora o time ainda seja líder do seu grupo no Campeonato Paulista, não tem demonstrado qualquer evolução mesmo com a mudança de técnico - Cuca acumulou sua segunda derrota após substituir Marcelo Oliveira. Já o atacante Erik resumiu bem o pensamento do grupo e de boa parte dos torcedores palmeirenses.

"Não conseguimos jogar. No futebol, não pode se errar tanto e a gente precisa acordar o mais rápido possível", disse o atacante, que entrou no segundo tempo no lugar de Gabriel Jesus. O volante Gabriel seguiu o mesmo discurso do companheiro. "Melhorou, mas temos que jogar mais ainda. Não dá para jogar deste jeito sempre", afirmou.

Já Edu Dracena destaca a necessidade de o elenco palmeirense encarar a situação de frente. "Quando você perde do jeito que a gente perdeu, fica um sentimento de tristeza. Jogar no Palmeiras a gente tem que conviver com vitórias, mas acho que é nessas situações que a gente vê quem é quem. Temos que reconhecer que o momento não é bom, para aí sim, tentar melhorar", disse o zagueiro palmeirense, que admitiu não saber o que dá para ser feito no momento. "Difícil falar. Se a gente soubesse, faríamos. A gente está querendo, mas estamos indo muito mais na vontade do que na técnica. Temos que parar e repensar as coisas", pediu.

Apesar da derrota, o Palmeiras se manteve na liderança do Grupo B do Paulistão, com 15 pontos, algo que fez Dudu minimizar o peso das últimas derrotas. "A torcida está no direito dela de reclamar, pois pagar ingresso e lota o estádio. Apesar do resultado, ainda somos líderes. Agora é continuar trabalhando que essa fase uma hora vai passar. O time não foi bem e corremos atrás no segundo tempo", analisou.  

O Palmeiras volta a campo na quinta-feira, para enfrentar o Red Bull Brasil, no estádio do Pacaembu. Para essa partida, o técnico Cuca já sabe que terá três desfalques. Lucas Barrios estará com a seleção paraguaia que disputa as Eliminatórias da Copa de 2018 e o volante Matheus Sales e o atacante Gabriel Jesus estarão com a seleção olímpica para dois amistosos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.