Evelson de Freitas/Estadão
Evelson de Freitas/Estadão

Jogo com Linense fará Palmeiras passar público total do Carioca

Clube já conta 17 mil ingressos vendidos para quinta-feira e, com isso, vai superar toda a presença de torcida no Estadual do Rio

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

13 Fevereiro 2018 | 07h00

Os 17 mil ingressos já vendidos para o jogo entre Palmeiras e Linense, quinta-feira, no Allianz Parque, vão significar mais do que apenas a marca de 3 milhões de torcedores recebidos na nova arena alviverde. A comercialização antecipada traz também um dado curioso: o clube paulista vai conseguir passar como mandante todo o público do Campeonato Carioca.

+ Keno se orgulha de passado na várzea: 'Me fez não ter medo'

+ Tabela do Campeonato Paulista 2018

Até o momento o Palmeiras foi mandante em três partidas no Campeonato Paulista, contra Santo André, Red Bull e Santos. O Allianz Parque recebeu nessas ocasiões uma presença acumulada de 96,1 mil pessoas. Do outro lado, o Estadual do Rio, em 49 jogos realizados até o momento, tem um público total de 97,6 mil torcedores. No próximo domingo Boavista e Flamengo se enfrentam pela final da Taça Guanabara.

Desde a inauguração da arena, em novembro de 2014, o Palmeiras mantém uma média de cerca de 30 mil torcedores por jogo. Esses números levaram o clube a aparecer nas últimas três temporadas entre os três clubes brasileiros com maior média de presença. Neste ano a equipe recebeu dois dos quatro maiores públicos do futebol nacional, com 37,8 mil pessoas na partida com o Santos e 31,6 mil diante do Santo André.

A maciça presença do torcedor palmeirense se contrapõe ao baixo interesse pelo Estadual vizinho. Jogos com portões fechados, partidas realizadas longe da capital e times com formações alternativas, deixam a compatição esvaziada. Mesmo os dois clássicos realizados no Maracanã não empolgaram e deram prejuízo para os times mandantes.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.