1. Usuário
Assine o Estadão
assine
Copa 2014

Jogo motiva taxistas de Fortaleza a abusar dos preços

SÍLVIO BARSETTI - Agência Estado

17 Junho 2014 | 13h 19

Uma corrida de táxi da Praia de Iracema até o Castelão pode chegar até a R$ 60, no máximo, mesmo em feriados e fins de semana. Mas, nesta terça-feira, dia em que o Brasil enfrenta o México pela Copa do Mundo, muitos taxistas de Fortaleza estão fazendo pacotes com preços bem mais altos e isso depende muito do idioma daquele que vai procurar o serviço.

Ao lado do Hotel Luzeiros, onde está a seleção mexicana, na Avenida Beira Mar, há vários táxis estacionados. Os motoristas estão no calçadão, em frente a um quiosque, aguardando os clientes que já acertaram horário e valor da corrida com antecedência.

Francisco Gonzalez chegou do México dia 14 e foi direto para Fortaleza. Está com a mulher e dois filhos adolescentes. Ele contou à reportagem que o taxista com quem negociou a ida para o Castelão cobrou R$ 50 por pessoa. E, gentilmente, propôs trazê-los do Castelão para a Beira Mar uma hora após o jogo por mais R$ 300.

"Só combinei a ida, depois decido o que fazer. Quinhentos reais é muito dinheiro", contou Gonzalez, que é motorista de caminhão na Cidade do México. "Está abusivo, mas acho que não tenho opção", declarou. Apesar disso, comentou que seu bom humor não seria afetado. "Afeta o bolso, não a nossa animação por uma grande partida de Copa do Mundo."

Um voluntário da Fifa que trabalha nas proximidades do Hotel Quality, também na Avenida Beira Mar, disse ter ouvido reclamações de que alguns taxistas estariam cobrando até R$ 300 para levar mexicanos até o estádio. "E muitos não sabem que os veículos nem vão poder se aproximar do Castelão (por causa das barreiras de segurança). Os passageiros ainda vão ter andar muito."

Copa 2014