Wilton Junior/Estadão
Wilton Junior/Estadão

Jorge diz realizar sonho, mas reconhece que vaga na Copa é difícil

Lateral-esquerdo do Monaco foi chamado após o corte de Filipe Luís

Marcio Dolzan, Estadão Conteúdo

02 Outubro 2017 | 19h50

Convocado de última hora após o corte de Filipe Luís, o lateral-esquerdo Jorge disse estar realizando um sonho ao vestir a camisa da seleção brasileira principal. Mas, a nove meses da Copa do Mundo da Rússia e jogando em uma posição que tem dois jogadores da confiança de Tite, reconhece ser difícil estar no Mundial do próximo ano.

+ Seleção faz primeiro treino em Teresópolis sem definição de time

O jogador já havia sido convocado por Tite, mas para o amistoso beneficente do Brasil diante da Colômbia no início do ano. Na ocasião, o técnico convocara apenas atletas que atuavam no País - Jorge ainda jogava pelo Flamengo. Agora, foi chamado para o time após os cortes de Marcelo e Filipe Luís.

"Todos sabemos da qualidade que o Marcelo e Filipe Luís têm. Tem o Alex Sandro também, que tem muita qualidade e força. Fico triste pelas lesões deles, mas feliz também pela oportunidade que estou tendo", disse Jorge, após o treino desta segunda-feira, na Granja Comary. "É fruto do meu trabalho e sei que posso sonhar com a Copa. Se não for nessa, em outra eu posso estar disputando."

Por ora, ele pensa em desfrutar o momento e demonstrar seu trabalho. "É um sonho que hoje está sendo realizado, de disputar um jogo oficial pela seleção", definiu. "Espero um dia também estar na história da seleção. Sei que é um caminho difícil, longo, mas depende de nós."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.