Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

Jucilei sai ovacionado de campo e volta a ganhar espaço com Dorival

Volante recupera posição depois de amargar cinco rodadas no banco de reservas

Renan Fernandes, O Estado de S.Paulo

23 Outubro 2017 | 07h00

Jucilei voltou ao time titular do São Paulo após cinco rodadas e foi ovacionado pela torcida no Pacaembu depois da vitória por 2 a 0 sobre o Flamengo, em jogo válido pela 30.ª rodada do Campeonato Brasileiro. No entanto, o volante preferiu não polemizar sobre o tempo que acabou sendo preterido pelo técnico Dorival Junior.

+ Dorival não perde jogadores para clássico e comemora atuação do São Paulo

+ Jogadores do São Paulo alertam para equipe não oscilar mais no Brasileirão

"Não mostrei nada, não é mostrar. É fazer o meu trabalho bem feito, o São Paulo é maior que isso tudo", disse Jucilei. "Jogador sempre quer jogar, o Dorival tem as escolhas dele, tenho de ser profissional, como fui, treinar duro e forte. O Dorival falou para mim: 'chegou sua oportunidade'. Na minha posição, protegendo a defesa, graças a Deus fiz uma boa partida e pude ajudar."

Em entrevista coletiva, Dorival negou que teve qualquer tipo de briga com seu comandado e destacou a   paciência que o jogador teve para recuperar seu posto no time através de treinos e dedicação. "Futebol é um mundo de fofocas, esse é o problema. O Jucilei teve intensidade e foi muito humilde, se fez presente, perguntou o que precisava fazer. Joguei nessa posição. Posso não conhecer nada de bola, mas alguma lembrança tenho da posição.", contou o treinador, que teve passagens por clubes como Palmeiras e Grêmio na época de jogador.

"Jucilei vinha pedindo espaço há umas duas semanas, tudo é questão de tempo. É um grande jogador, que ocupe esse espaço e que tenhamos esse grande jogador nessa posição, como sempre acreditei", conclui.

Com direitos ligados ao Shandong Luneng, Jucilei chegou ao São Paulo por empréstimo no começo do ano  e era peça-chave no time de Rogério Ceni, mas acabou perdendo espaço com a chegada de Dorival Junior. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.