Andrea Comas/ Reuters
Andrea Comas/ Reuters

Julen Lopetegui assume seleção da Espanha e avisa: 'Não faremos uma revolução'

Ex-treinador do Porto já comandou três seleções de base do país

Estadão Conteúdo

21 Julho 2016 | 17h23

A Real Federação Espanhola de Futebol (RFEF, na sigla em espanhol) apresentou nesta quinta-feira o técnico Julen Lopetegui, que assinou contrato por dois anos até a Copa do Mundo de 2018. O treinador, que completará 50 anos de idade no próximo mês, chega para substituir Vicente del Bosque, que deixou o posto após a eliminação diante da Itália nas oitavas de final da última Eurocopa, na França.

"Não vamos fazer uma revolução. Queremos uma evolução. Estaremos atentos a tudo. A base da seleção está mais ou menos clara. Há jogadores que seguem em sua plenitude e irão aparecer novas opções por mérito dos jogadores. Se entendermos que um jogador pode ajudar, daremos oportunidade", informou.

Sem emprego desde janeiro, quando deixou o Porto, Julen Lopetegui tem como principal missão voltar a colocar a seleção espanhola no topo. O time, que foi campeão mundial na Copa de 2010 e bicampeão da Europa em 2012, vem de uma eliminação na primeira fase do Mundial de 2014, no Brasil, e uma queda precoce na Eurocopa recentemente.

"Conheço muitos dos jogadores da nova geração. Temos compartilhado informações nas categorias de base. São jogadores cheios de qualidade, de emoção e estou seguro de que mostraremos com orgulho o futebol espanhol para todo o mundo", completou o treinador.

Julen Lopetegui já comandou o time de base nacional do país das categorias sub-19, sub-20 e sub-21 entre 2010 e 2014. Antes, iniciou a sua carreira como técnico no Rayo Vallecano, em 2003, e também esteve à frente do Real Madrid B entre 2008 e 2009.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.