1. Usuário
Assine o Estadão
assine
Copa 2014

Julio Cesar volta a salvar a seleção depois de exatos 10 anos

Diego Salgado - O Estado de S. Paulo

28 Junho 2014 | 16h 10

Em 2004, o goleiro defendeu um pênalti de D´Alessandro na final da Copa América contra a Argentina, tornando-se herói da conquista

Julio Cesar se transformou no herói da classificação da seleção brasileira às quartas de final da Copa do Mundo ao defender dois pênaltis na decisão contra o Chile. O goleiro voltou a brilhar depois de exatos dez anos: em 2004,  o camisa 12 salvou a seleção brasileira na Copa América disputada no Peru. Na final, contra a Argentina, após um empate por 2 a 2 em 120 minutos, o goleiro defendeu o chute forte de D´Alessandro no canto esquerdo.

Neste sábado, duas cobranças chilenas - de Pinilla e Sanchez - pararam nas mãos do arqueiro e o Brasil venceu por 3 a 2 depois de um empate por 1 a 1 em 120 minutos de jogo. Willian e Hulk também erraram suas cobranças. Jara, no último chute, depois de Neymar marcar o terceiro gol do Brasil, mandou na trave esquerda da meta.

Curiosamente, Julio Cesar disputou sua primeira partida pelo Brasil na Copa América 2004. Na estreia, a seleção brasileira bateu o Chile por 1 a 0, gol de Luis Fabiano. O goleiro também foi decisivo há um ano, depois de evitar um gol de pênalti do Uruguai, no mesmo Mineirão, durante o tempo normal da semifinal da Copa das Confederações. Na ocasião, Forlán perdeu o pênalti quando o placar apontava 0 a 0. O Brasil, depois, fez 2 a 1 e garantiu vaga na final da competição.

Eduardo Nicolau/Estadão
Julio Cesar fez duas defesas na decisão por pênaltis contra o Chile

"Há quatro anos eu dei uma entrevista e estava muito triste. Só eu sei o que eu passei em 2010. Faltam três degraus", disse Julio Cesar à Globo ao término da partida. No tempo normal, o goleiro brasileiro defendeu um chute à queima-roupa de Aranguiz, em conclusão dentro da área.

O jogador também estava presente na última decisão por pênaltis da seleção, contra o Paraguai, nas quartas de final da Copa América 2011, na Argentina. Julio Cesar, entretanto, não evitou a eliminação brasileira. Elano, Thiago Silva e André Santos desperdiçaram as cobranças. O Paraguai marcou duas vezes e avançou. Barreto, o único adversário a perder, chutou para fora.

Aos 34 anos, Julio Cesar tem 84 partidas disputadas pela seleção brasileira. O goleiro é titular em uma Copa pela segunda vez. Em 2010, sofreu quatro gols em cinco confrontos e acabou cometendo um erro no gol da vitória da Holanda por 2 a 1. No lance, errou ao sair do gol após um cruzamento de Sneijder. Após a derrota, o arqueiro voltou a ser convocado por Mano Menezes em janeiro de 2011. Com Felipão, voltou à titularidade e brilhou na conquista da Copa das Confederações. 

Copa 2014

Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo