1. Usuário
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail

Júnior Urso aparece no BID e reforça Atlético-MG na Libertadores

- Atualizado: 15 Fevereiro 2016 | 13h 05

O Atlético Mineiro ainda não anunciou oficialmente, mas Júnior Urso é reforço do clube para a Copa Libertadores. O volante de 26 anos já está até registrado na Confederação Brasileira de Futebol (CBF), o que o deixa em condições de ser inscrito na competição continental. O nome dele - Ocimar de Almeida Júnior - apareceu na manhã desta segunda-feira no Boletim Informativo Diário (BID) junto do de Robinho.

Os dois jogadores vieram do futebol chinês, de onde o Atlético Mineiro também trouxe o atacante Hyuri, num caminho contrário do visto por outros clubes do futebol brasileiro, que têm perdido jogadores para o país mais populoso do mundo. O Atlético até recebeu proposta da China por Lucas Pratto, mas vetou a saída do centroavante.

Júnior Urso vem do Shandong Luneng, clube que era treinado por Cuca no ano passado e agora é comandado por Mano Menezes. A equipe tem outros quatro brasileiros: o zagueiro Gil (contratado junto ao Corinthians), o volante Jucilei e os atacantes Diego Tardelli e Aloísio. O argentino Montillo também está no Luneng.

Antes de ir à China em 2014, Junior Urso jogou por Santo André (clube pelo qual foi revelado), Ituano, Avaí, Paraná e Coritiba. Em três participações em Campeonatos Brasileiros, não fez nem 50 partidas como titular. O jogador nunca disputou a Libertadores.

Antes de Junior Urso e Robinho, o Atlético havia contratado outros três reforços: o atacante Hyuri, o meia Cazares, o zagueiro Erazo (ambos equatorianos). Para a posição de Junior Urso, o técnico Diego Aguirre já conta com Rafael Carioca, Leandro Donizete (titulares), Lucas Cândido, Eduardo e Yago (recém-promovido dos juniores). No fim do ano passado, Josué deixou o clube.

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.

Mais em EsportesX