1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Justiça de São Paulo autoriza idoso a entrar com bengala em estádio

O Estado de S. Paulo

20 Agosto 2014 | 16h 10

Mesmo com dificuldades para se locomover, torcedor do XV de Piracicaba de 86 anos era constantemente barrado pela PM

Após ser barrado em jogos da Copa Paulista, um idoso de 86 anos conseguiu, por meio da Defensoria Pública de São Paulo, o direito de entrar com sua bengala em jogos no Estádio Barão de Serra Negra para acompanhar as partidas do XV de Piracicaba. A liminar ordena que a Polícia Militar não impeça o torcedor de entrar com o objeto, o que vinha causando controvérsias no local.

O idoso, que não teve o seu nome revelado, é torcedor fanático do clube interiorano e sempre que ia ao Barão de Serra Negra, era impedido de entrar com a bengala e acompanhado por policiais que o levavam até algum acento na arquibancada. O senhor passava os 90 minutos das partidas sem se locomover, inclusive deixando de ir ao banheiro. Ao fim dos jogos, o idoso dependia de outros torcedores para carregá-lo ao lado de fora do local.

De acordo com a ação, o idoso tem diabetes mellitus tipo 2, doença relacionada à incontinência urinária e à neuropatia severa incapacitante (lesão em nervos) das quais sofre. Para andar e evitar quedas, ele necessita da bengala.

Divulgação
Idoso era barrado no Estádio Barão de Serra Negra

Dentre outras argumentações, a Defensoria alegou que o direito é assegurado pelo Estatuto do Idoso, assim como o Estatuto do Torcedor, que reconhece acessibilidade ao torcedor com deficiências. A decisão também foi baseada em estudos psíquicos, que alegam que a proibição pode inibir o idoso de ter uma maior interação com a sociedade, garantindo saúde mental e a prevenção do isolamento.