Juventude derrota a Ponte: 2 a 0

O Juventude venceu a Ponte Preta, por 2 a 0, nesta quarta-feira à noite, no Estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul-RS, na abertura da segunda fase da Copa do Brasil. No jogo de volta, dia 13, em Campinas, a Ponte terá que vencer por três gols de diferença para continuar na briga pelo título. O Juventude deu as boas vindas ao visitante logo nos primeiros segundos de jogo. A bola saiu do centro do gramado para o lado direito do ataque, onde Edmilson chutou cruzado para o desvio de Leonardo Manzi, pegando o goleiro Ronaldo de surpresa, que falhou no lance. Por alguns momentos, a Ponte se perdeu em campo permitindo o amplo domínio do Juventude, principalmente no setor do meio-campo. O time da casa exerceu enorme pressão e teve várias chances de aumentar o placar. A Ponte timidamente chegava ao ataque, abusando dos cruzamentos aéreos que se tornaram inúteis sem a presença do artilheiro Washington, servindo a seleção brasileira. Na tentativa de reorganizar seu meio-campo e mudar o panorama tático, o técnico Oswaldo Alvarez, o Vadão, da Ponte, tirou o volante Luis Carlos para a entrada do atacante Orlando. Mas a mudança não surtiu o efeito desejado, com o Juventude dominando o adversário. O segundo gol, porém, saiu de pênalti cometido pelo zagueiro Rodrigo sobre o atacante Edmilson. Na cobrança, o zagueiro Renato bateu fraco no meio do gol, mas o goleiro Ronaldo já tinha caído: 2 a 0. Numa noite infeliz, a Ponte ainda teve a sorte de não sofrer mais gols o que poderia complicar sua situação no jogo de volta, no Moisés Lucarelli. Esta foi a terceira derrota seguida da Ponte. Antes tinha perdido pelo Torneio Rio-São Paulo para São Paulo e São Caetano.

Agencia Estado,

06 Março 2002 | 22h39

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.